Justiça determina que redes sociais removam dados de criança abusada - ES360

Justiça determina que redes sociais removam dados de criança abusada

Judiciário do Espírito Santo acatou pedido da Defensoria Público do Estado

Devido à exposição da família nas redes sociais, a Justiça do Espírito Santo, após pedido da Defensoria Pública, determinou que as empresas Google, Facebook e Twitter retirem do ar os dados da criança que foram expostos nas redes e ajudaram a organizar o protesto em frente ao hospital.

Em entrevista à BandNews FM ES a defensora pública Daniela Secioso Borgo, explicou os detalhes do pedido e as consequências para quem compartilha as informações e para as vítimas. Confira:

Mais notícias
Dinheiro

Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro

Dia a dia

Laços de família: após 48 anos, irmãos se conhecem em Vitória

Dia a dia

Espírito Santo registra sete mortes pela covid-19 e 762 casos em 24 horas

Política

AGU suspende promoção de 606 procuradores ao topo da carreira