Xi Jinping defende a criação de regras internacionais em vez de supremacias - ES360

Xi Jinping defende a criação de regras internacionais em vez de supremacias

Em sua participação no fórum de Davos, que este ano é online, o presidente chinês disse que a melhor forma de enfrentar os problemas atuais é por meio da cooperação entre os países

O presidente chinês, Xi Jinping, durante sua participação no fórum de Davos, que este ano é online. (Foto: Fórum Econômico Mundial / AFP)
O presidente chinês, Xi Jinping, durante sua participação no fórum de Davos, que este ano é online. (Foto: Fórum Econômico Mundial / AFP)

O presidente da China, Xi Jinping, defendeu nesta segunda-feira, 25, a criação de leis globais para direcionar o rumo do mundo, no primeiro dia da versão online do Fórum Econômico Mundial, chamada de Fórum Digital de Davos. “Temos que pensar em regras internacionais em vez de supremacias”, afirmou. “Sem regras e leis internacionais, a consequência será devastadora para a humanidade.”

Para o líder asiático, a melhor forma de enfrentar os problemas atuais é por meio do aprendizado que só o trabalho em conjunto oferece. Ele citou algumas vezes as palavras “democracia” e “liberdade” e dezenas de vezes falou em “cooperação”. Também comentou que o mundo precisa ser o mais aberto e inclusivo possível. Dessa forma, segundo o presidente, haverá estabilidade.

Outra expressão que permeou o pronunciamento de Xi Jinping foi multilateralismo. Falhas que por ventura estejam ocorrendo com o atual sistema, de acordo com ele, não podem ser usadas como pretexto para a adoção do unilateralismo. Por isso, defendeu também o diálogo e execrou todos os tipos de guerras, citando até algumas disputas em que seu país está diretamente envolvido, como a guerra comercial com os Estados Unidos.

O líder disse ainda que a China está mais aberta ao comércio e ao desenvolvimento e que vem defendendo uma maior cooperação entre os países em desenvolvimento. De acordo com o presidente, entregar as metas de sustentabilidade firmadas no Acordo de Paris é uma forma de os emergentes também se beneficiarem. “O isolamento sempre fracassa”, considerou.

Depois da fala de Xi Jinping, o fundador do Fórum, Klaus Schwab, elogiou fortemente o trecho em que o chinês defendeu a criação de leis internacionais. O evento ocorreu de forma virtual por causa da pandemia de covid-19. Tradicionalmente, o Fórum de Davos reúne todos os anos a elite econômica e política do mundo nos Alpes suíços.

O presidente da China destacou também a importância da cooperação entre os países para a produção e distribuição de vacinas contra o coronavírus. “O problema do mundo pode ser resolvido, mas não por países isoladamente”, disse. “A pandemia está longe do fim.”

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Há um ano, covid-19 era identificada no Espírito Santo

Dia a dia

Governo do ES abre mais de 10 leitos de UTI em Vitória

Dia a dia

Mapa de Risco: Apenas Ibatiba está em risco alto no Espírito Santo

Dinheiro

Motoristas questionam cobrança de imposto do diesel em nota fiscal