Vitória é a sexta cidade mais competitiva do Brasil - ES360

Vitória é a sexta cidade mais competitiva do Brasil

O ranking foi elaborado pelo Centro de Liderança Pública em parceria com a Gove e o Sebrae e busca avaliar, a partir de 55 indicadores, a capacidade de planejamento, articulação e execução da gestão municipal

Vitória foi considerada a sexta cidade do país e a quarta capital com melhor nível de competitividade. O ranking foi elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP) em parceria com a Gove e o Sebrae e busca avaliar, a partir de 55 indicadores, a capacidade de planejamento, articulação e execução da gestão municipal. A competitividade também avalia o desempenho do município na promoção do bem-estar social, atendimento às necessidades da população e geração de um ambiente de negócios favorável.

A capital do Espírito Santo ficou com 60.41 pontos, atrás de Barueri (SP), São Caetano do Sul (SP), São Paulo (SP), Florianópolis (SC) e Curitiba (PR). Ao considerar as cidades de 300 mil e 500 mil habitantes, Vitória teve o melhor resultado no Ranking de Competitividade dos Municípios, que analisou 405 cidades brasileiras com população acima de 80 mil habitantes. É a primeira vez que os municípios são avaliados pelo estudo, que já faz análises de estados.

Elaborado a partir de 55 indicadores, distribuídos em 12 pilares temáticos considerados fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública dos municípios brasileiros, o levantamento reuniu dados sobre destaques e desafios enfrentados por áreas essenciais da administração pública no combate à covid-19. Segundo Tadeu Barros, diretor-executivo da CLP, a competitividade de um município está diretamente ligada à capacidade de ação dos seus líderes públicos.

Entre os itens analisados está o funcionamento da máquina pública e os custos com o legislativo, o acesso à saúde e à educação, com avaliação da cobertura vacinal e taxas de matrículas nas escolas. No quesito economia, é levado em conta a formalidade no mercado de trabalho e ainda o crédito per capita, o PIB e o seu crescimento.

Segundo a CLP, um dos objetivos para elaborar o ranking é que ele possa ser ferramenta para cidadãos avaliarem e cobrarem de forma eficiente o desempenho dos formuladores de políticas públicas e também possa ser um sistema de incentivo e melhoria para os líderes públicos e a sociedade no município.  E ainda possibilitar uma comparação simples, direta e concisa, entre localidades, de uma série de atributos econômicos, sociais e institucionais que são comumente de difícil mensuração e avaliação.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES começa a vacinar idosos com idade entre 80 a 84 anos

Dinheiro

Receita recupera R$ 244 mi em impostos sonegados no ES

Dia a dia

Criminosos roubam pregos de sustentação de linha férrea em Cariacica

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência