Vitória é a sexta cidade mais competitiva do Brasil - ES360

Vitória é a sexta cidade mais competitiva do Brasil

O ranking foi elaborado pelo Centro de Liderança Pública em parceria com a Gove e o Sebrae e busca avaliar, a partir de 55 indicadores, a capacidade de planejamento, articulação e execução da gestão municipal

Vitória foi considerada a sexta cidade do país e a quarta capital com melhor nível de competitividade. O ranking foi elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP) em parceria com a Gove e o Sebrae e busca avaliar, a partir de 55 indicadores, a capacidade de planejamento, articulação e execução da gestão municipal. A competitividade também avalia o desempenho do município na promoção do bem-estar social, atendimento às necessidades da população e geração de um ambiente de negócios favorável.

A capital do Espírito Santo ficou com 60.41 pontos, atrás de Barueri (SP), São Caetano do Sul (SP), São Paulo (SP), Florianópolis (SC) e Curitiba (PR). Ao considerar as cidades de 300 mil e 500 mil habitantes, Vitória teve o melhor resultado no Ranking de Competitividade dos Municípios, que analisou 405 cidades brasileiras com população acima de 80 mil habitantes. É a primeira vez que os municípios são avaliados pelo estudo, que já faz análises de estados.

Elaborado a partir de 55 indicadores, distribuídos em 12 pilares temáticos considerados fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública dos municípios brasileiros, o levantamento reuniu dados sobre destaques e desafios enfrentados por áreas essenciais da administração pública no combate à covid-19. Segundo Tadeu Barros, diretor-executivo da CLP, a competitividade de um município está diretamente ligada à capacidade de ação dos seus líderes públicos.

Entre os itens analisados está o funcionamento da máquina pública e os custos com o legislativo, o acesso à saúde e à educação, com avaliação da cobertura vacinal e taxas de matrículas nas escolas. No quesito economia, é levado em conta a formalidade no mercado de trabalho e ainda o crédito per capita, o PIB e o seu crescimento.

Segundo a CLP, um dos objetivos para elaborar o ranking é que ele possa ser ferramenta para cidadãos avaliarem e cobrarem de forma eficiente o desempenho dos formuladores de políticas públicas e também possa ser um sistema de incentivo e melhoria para os líderes públicos e a sociedade no município.  E ainda possibilitar uma comparação simples, direta e concisa, entre localidades, de uma série de atributos econômicos, sociais e institucionais que são comumente de difícil mensuração e avaliação.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Eleições 2020

368 urnas substituídas e mais 500 mil eleitores já justificaram ausência no país

Esportes

Acidente impressionante com Grosjean interrompe GP do Bahrein

Dinheiro

‘Quem falar em Renda Cidadã, cartão vermelho’, diz Bolsonaro

Eleições 2020

Bolsonaro questiona urna eletrônica e ironiza ‘voto por celular’