Vitória: bares e restaurantes terão de fechar mais cedo e escolas não podem funcionar - ES360

Vitória: bares e restaurantes terão de fechar mais cedo e escolas não podem funcionar

Bares e restaurantes terão de funcionar até as 22h, de segunda a sábado, e até as 16h aos domingos; Já as escolas, só podem ter atividades de forma remota

32º Mapa de Risco da Covid-19 do Espírito Santo. Foto: Governo do Estado
32º Mapa de Risco da Covid-19 do Espírito Santo. Foto: Governo do Estado

 

Com o retorno de Vitória para risco moderado da covid-19 no Mapa de Risco do governo do Estado, haverá mudança no funcionamento de alguns setores a partir de segunda-feira (23). Bares e restaurantes, por exemplo, terão de encerrar suas atividades até as 22h, de segunda a sábado, e até as 16h aos domingos. Esses locais foram o principal alvo das atenções do governo, por conta do registro constante de superlotação, principalmente dos bares, e da falta de uso de máscara pelos clientes. Já as escolas só podem ter atividades de forma remota. As regras valem também para Cariacica, Viana, Ecoporanga e Barra de São Francisco, que também estão na mesma classificação.

Por ser considerado um setor de frequência mais controlada e com maior respeito aos protocolos estabelecidos pela Secretaria da Saúde, o comércio pode continuar a funcionar da forma que está hoje, sem restrição. Os eventos corporativos, que antes não tinham limite de público, desde que se mantivesse o protocolo de segurança, agora têm limitação para até 300 pessoas, mesma regra dos eventos sociais.

“Essa limitação permite o funcionamento neste momento e nesta segunda fase da doença, desde que os estabelecimentos cumpram os protocolos. O que tem acontecido é uma certa acomodação de muitos. Assistimos a doença chegar a um auge e o mapa ficar verde. Nos cansamos dos protocolos e isso nos levou à aglomeração. Com o aumento do contágio corremos o risco de nova pressão no sistema de saúde. E agora a pressão é maior porque temos outros problemas, como doenças respiratórios, outras enfermidades, acidentes e violência”, explica.

O governador fez um apelo para que as pessoas se cuidem mais nos locais onde têm que se retirar as máscaras, como bares e restaurantes. “O bar não é um ambiente que se manteve controlado. As pessoas se alimentam, bebem e se aproximam muito mais. Por isso é preciso tomar mais cuidado para evitar o contágio, principalmente nos locais onde tem que se retirar as máscaras”, lembra.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Apenas 4,7% dos filhos de pais sem instrução terminam o ensino superior no Brasil

Eleições 2020

Candidatos recebem R$ 4,1 milhões para o 2º turno; veja quem mais recebeu

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo tem 23 mortes e 1.789 casos em 24 horas

Mundo

“Cão de guarda” vence prêmio de foto de pet mais engraçada em 2020