Vila Velha: equipe de transição acusa prefeitura de segurar informações - ES360

Vila Velha: equipe de transição acusa prefeitura de segurar informações

Em nota a equipe informou que a atual gestão não repassou as informações demandadas, argumentando que os dados estão disponíveis no site da prefeitura

A equipe de transição do prefeito eleito em Vila Velha, Arnaldinho Borgo (Pode), divulgou nesta terça-feira (8) nota acusando a gestão do atual prefeito, Max Filho (PSDB), de negar informações relacionadas à pasta de Meio Ambiente da Prefeitura. Segundo a equipe, coordenada pelo prefeito de Viana, Gilson Daniel, um processo de 32 páginas, contendo uma série de questionamentos, foi protocolado na semana passada e entregue ao secretário do Meio Ambiente de Vila Velha, José Vicente Pimentel. O secretário por meio de ofício argumentou que as informações solicitadas encontravam-se disponíveis no site da prefeitura. Contudo, a equipe de Arnaldinho afirma que as informações estão desatualizadas.

“Esse comportamento é isolado. Não estamos vendo nada parecido em outras transições da Grande Vitória. Nossa equipe é técnica, vem demonstrando articulação e não vai permitir que serviços públicos sejam descontinuados. Nosso compromisso é com a cidade de Vila Velha e com as pessoas”, disse Gilson Daniel.

A posição da prefeitura

Em nota a prefeitura de Vila Velha informou que a pedido do prefeito Max Filho, o secretário Municipal de Meio Ambiente, José Vicente de Sá Pimentel recebeu na tarde da última quarta-feira (2) a visita de Gilson Daniel, que na oportunidade fez a entrega de uma relação com várias demandas sobre o município canela-verde. Acrescenta ainda que depois de examinar as solicitações, o secretário José Vicente informou que os dados requisitados já estavam, em sua maior parte, disponíveis no portal da PMVV e também nos órgãos de controle como o Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo. Por fim, ressaltou que caso ainda haja necessidade de complementação ou esclarecimentos adicionais sobre processos e outros detalhes específicos, os mesmos poderão ser obtidos junto aos secretários responsáveis, que estarão disponíveis, mediante agendamento prévio, para conversar com os membros da comissão de transição.

Chamado de concursados
Gilson Daniel, que além de coordenar a equipe de Arnaldinho Borgo é também presidente da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) e também coordena a equipe de transição do município de Cariacica, já havia demonstrado preocupação com as ações dos últimos dias da gestão de Max Filho. Em entrevista à BandNewsFM Espírito Santo na última sexta-feira (4), ele chegou a citar a Lei de Responsabilidade Fiscal quanto à proibição da contratação de pessoal e obras nos últimos dois quadrimestres sem recurso garantido no caixa da Prefeitura.

“Em Vila Velha tivemos trabalho e dificuldade com os números, principalmente com a convocação de praticamente 500 servidores concursados, sem contar que, faltando menos de 20 dias pra gestão acabar, nos deparamos com contratação de obras”, afirmou Gilson na entrevista.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES receberá nesta segunda 16,2 mil doses de Coronavac

Mundo

Insumos para 5 milhões de doses da Coronavac chegam nos próximos dias, diz Bolsonaro

Dia a dia

Maranata cria atendimento médico online para fieis com suspeita de Covid-19

Dia a dia

Governo pretende imunizar 70% dos profissionais da saúde após chegada das vacinas de Oxford