Vidas Digitais: hábito de 'stalkear' redes sociais pode ser prejudicial - ES360

Vidas Digitais: hábito de ‘stalkear’ redes sociais pode ser prejudicial

Idealizar uma relação é uma atitude antiga, definida pelo termo “amor platônico”. Porém, ela ganhou uma configuração peculiar com a chegada das redes sociais. Se antes a imaginação era o que imperava, agora o apaixonado tem à disposição uma série de informações e imagens disponíveis em fácil acesso na internet.

A possibilidade pode ser uma oportunidade para os que querem conhecer alguém, mas também gera problemas como o da perseguição. Na coluna Vidas Digitais, na BandNews FM Espírito Santo, Bia Willcox traz a visão filosófica do conceito e conversa sobre os problemas que o hábito de stalkear o pretendente nos meios virtuais pode gerar.

Como dizem os americanos, visto diferentes chapéus. Sou multitarefas e não saberia ser de outra forma. Sou advogada, professora, escritora... Um dos assuntos que mais me intriga e me faz refletir é o das nossas vidas online, a realidade digital em que vivemos hoje. Adoro conversar sobre o assunto, trocar ideias e escutar. Portanto, esse espaço não é meu. É nosso, pois falar sozinha não tem a menor graça! Entre, fique, concorde, discorde. Essa é a mágica do diálogo que vai nos ajudar a enfrentar com mais sabedoria e humor questões do nosso dia a dia nesse mundo dos celulares e computadores que já fazem parte do mundo real.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do ES360.

Mais Colunas