Verão: 11 dicas para garantir a segurança das crianças nas praias - ES360

Verão: 11 dicas para garantir a segurança das crianças nas praias

Pulseirinha de identificação, colete salva-vidas e roupas em cores fluorescentes ajudam na segurança da garotada em um dia de sol e mar

barra Verão360

Pais devem ter cuidados redobrados com crianças no mar. Foto: Chico Guedes/Arquivo Metro ES
Pais devem ter cuidados redobrados com crianças no mar. Foto: Chico Guedes/Arquivo Metro ES

 

Sol, praia e muita diversão… Mas quando se trata de crianças, os cuidados para garantir a segurança deles devem ser redobrados. No último verão, foram, em média, 50 ocorrências de crianças perdidas nas praias de Guarapari e Vila Velha, por dia. E mesmo com a distribuição de pulseirinhas pelas prefeituras e reforço de guarda-vidas, o Corpo de Bombeiros alerta para a necessidade dos pais estarem atentos à garotada. Confira as dicas que o portal ES360 reuniu com o tenente-coronel da corporação Carlos Wagner Borges:

Converse com seu filho
Tudo começa ainda dentro de casa com um bate-papo franco com a criança. Os pais precisam explicar os riscos de um afastamento maior da família ou de ir para o fundo do mar. A partir disso, é importante criar regras e impor limites ao passeio.


Pulseira de identificação
Coloque nas crianças uma pulseira de identificação com o nome e número de telefone dos responsáveis. Certifique-se de que ela não irá se soltar com facilidade. O adereço pode ser comprado em lojas de aviamentos ou encontrada junto aos guarda-vidas.

Distância segura
Estar por perto não significa proteção. A distância de segurança entre um adulto e uma criança é de exatamente um braço; nessa distância, o tempo de reação do adulto é rápido o suficiente para casos de emergência.  Na água ou na areia, as crianças devem ficar próximas ao responsável.

Sinalização
Respeite e ensine os pequenos sobre placas de sinalização dos balneários. Procure sempre  ficar em uma área segura, de mar calmo e com poucas ondas.

Guarda-vidas
Dê preferência também para os locais onde existe o serviço de guarda-vidas e respeite sempre as orientações fornecidas por eles. Todos são capacitados e supervisionados pelo Corpo e Bombeiros do Espírito Santo.


Profundidade
Caso entre no mar com uma criança, procure ficar na parte mais rasa do mar, evitando profundidades. O recomendado é manter o nível da água até, no máximo, a região do umbigo.

Protetor solar
Use sempre. A falta de protetor solar e a exposição prolongada ao sol pode levar uma criança a sofrer queimaduras de 1º grau em mais de 70% do corpo. O sol forte também causa desidratação e, em casos mais graves, pode levar a óbito.

Colete salva-vidas
Dispense as boias de braço e utilize os coletes salva-vidas de três pontas nas crianças. O equipamento é mais seguro e não oferece o risco de rasgar ou esvaziar durante o lazer.


Roupas fluorescentes
Vista as crianças com roupas fluorescentes, nas cores verde, rosa, azul e laranja. Isso  facilitará o monitoramento e a identificação delas na água, na areia ou mesmo em ambientes de grande aglomeração.

Bebidas alcoólicas
Não consuma bebidas alcoólicas enquanto estiver cuidando de uma criança. O álcool pode afetar sua capacidade de reagir em casos de emergência. Os responsáveis também têm o direito de se divertir, mas, nesses casos, a orientação é que a criança fique em casa sob os cuidados de outro responsável.

Disque-dicas
O Corpo de Bombeiros do Espírito Santo possui um número de WhatsApp em que compartilha, uma vez por semana, dicas de segurança com a população: (27) 9.9664-9716. Basta solicitar o cadastro por meio de uma mensagem do aplicativo. O número também atenderá dúvidas sobre segurança em geral em no máximo 48 horas.

Mais notícias
Dia a dia

Casagrande pede recursos ao governo federal para recuperar a BR-262

Dia a dia

Santa Leopoldina decreta estado de calamidade pública

Dia a dia

Moradores são retirados de edifício em Marechal Floriano

Dia a dia

Mais de 700 pessoas ainda estão fora de casa no ES