Veja como está o funcionamento das consultas eletivas em Vitória - ES360

Veja como está o funcionamento das consultas eletivas em Vitória

Para evitar o contágio pelo novo coronavírus, as consultas e cirurgias eletivas no estado foram suspensas no dia 20 de março

Hipertensão, medir pressão.
Medir pressão. Foto: Pixabay

Consultas eletivas voltaram a ser ofertadas nas unidades de saúde de Vitória. Os procedimentos odontológicos eletivos continuam suspensos. Para evitar o contágio pelo novo coronavírus, as consultas e cirurgias eletivas no estado foram suspensas no dia 20 de março. O governo do Estado liberou o retorno das atividades eletivas ainda em agosto.

A Secretaria Municipal de Saúde de Vitória (Semus) informou que, embora a capital já esteja em classificação de baixo risco para a contaminação do novo coronavírus, a pandemia ainda não acabou e todos os cuidados de segurança sanitária precisam continuar.

De acordo com a Semus, as consultas eletivas nas unidades de saúde retornaram, porém pessoas com sintomas respiratórios continuam tendo prioridade. Já as consultas especializadas estão sendo ofertadas tanto presencialmente quanto por videoconsultas no Centro Municipal de Especialidades. A secretaria não informou quando retomou com as consultas eletivas.

“Por recomendação do Ministério da Saúde, os procedimentos odontológicos eletivos foram suspensos, mas os serviços para casos de emergência/urgência continuaram normalmente. O munícipe com situações de urgência e emergência odontológica pode buscar atendimento na Unidade de Saúde mais próxima de sua residência”, respondeu por nota a assessoria da Semus.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Segurança Pública no Brasil terá US$ 1,2 bilhão do BID; Espírito Santo vai mapear presos

Mundo

Vacina de Oxford contra covid-19 tem eficácia média de 70% e pode alcançar até 90%

Dia a dia

Espírito Santo tem alerta de chuva volumosa nesta segunda

Dia a dia

Acidente com morte interdita a BR-101, na Serra