Veja a quantidade de doses de vacina que cada município recebeu no ES - ES360

Veja a quantidade de doses de vacina que cada município recebeu no ES

Com a distribuição, a expectativa é que 48.246 pessoas recebam a vacina na primeira remessa

Ministério da Saúde negocia requisição de estoques de seringas após compra fracassar. Foto: Karolina Grabowska/Pexels
Vacinas. Foto: Karolina Grabowska/Pexels

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou na esta terça-feira (19), a quantidade de doses da vacina contra a covid-19 enviada para as quatro regionais. Com a distribuição, a expectativa é que 48.246 pessoas recebam a vacina na primeira remessa.

O Espírito Santo dispõe, ao todo, de 101.320 doses da CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. O governo capixaba divulgou a quantidade de doses distribuídas para as regionais de saúde: 2.651 à Região Norte (São Mateus), 4.796 à Região Sul (Cacheiro de Itapemirim), 7.029 à Região Central (Colatina), e 17.260 à Região Metropolitana (Vitória).

> Clique e veja a quantas doses foram para cada município

As Regionais Sul e Central receberam as doses ainda no final da manhã desta terça (19). Para a Central, os municípios seguirão um cronograma para a retirada com previsão de que todas as cidades recebam as doses até o final de quarta-feira (20). Já na Região Sul, todos os municípios já realizaram a retirada na Regional de Cachoeiro de Itapemirim.

Ainda nesta manhã foram distribuídas as doses de Vitória, Cariacica e Serra. O município de Vila Velha fez um pedido especial e foi até a sede da Vigilância em Saúde, na Capital, para retirar suas doses. Os demais municípios que compõem a Região Metropolitana deverão retirar as doses diretamente na Rede de Frio, da Sesa.

De acordo com o secretário de Saúde, Nésio Fernandes, cada município vai receber uma quantidade de doses referente à necessidade neste primeiro momento. “Municípios que possuem hospitais de referência, unidades de saúde exclusiva para covid-19 e que possuem uma grande quantidade de instituições de longa permanência de idosos irão receber uma quantidade maior de vacinas. Não porque o município está sendo privilegiado, mas por ele possui um maior número da população alvo desse primeiro momento”, afirmou.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Motoristas de app protestam em Vitória por reajuste

Dinheiro

Guedes vê perda estrutural em PEC emergencial aprovada no Senado

País

Fiocruz mostra evolução da ocupação de leitos de UTI

Política

Aras apura se Pazuello cometeu fraude em plano de vacinação