Para Pazuello, vacinação deve começar no final de fevereiro - ES360

Para Pazuello, vacinação deve começar no final de fevereiro

Essa foi a estimativa passada pelo ministro da Saúde em reunião com governadores nesta terça-feira (07). Estados cobraram agilidade na aprovação e compra da imunização

Nesio Fernandes ao lado de Luiz Carlos Reblin. Foto: Divulgação/Sesa

O Ministério da Saúde deve começar a vacinação contra a covid-19 no final de fevereiro. A estimativa foi passada em reunião entre o ministro da Saúde Eduardo Pazuello e os governadores nesta terça-feira (08). A maior parte das doses distribuídas pelo governo federal, no entanto, deve ficar para o segundo semestre. Por isso, governadores cobraram agilidade e aquisição de todas as vacinas disponíveis no mercado pelo Ministério da Saúde.

Segundo o secretário de Saúde do Espírito Santo, Nesio Fernandes, a informação passada foi de que o governo tem contratos para garantir 300 milhões de doses de vacina em 2021. Só em contato com a Pfizer, estão previstas 70 milhões de doses, sendo 8 milhões no primeiro semestre de 2021 e outras 62 milhões no segundo semestre.

“A reunião foi importante para esclarecer os avanços na negociação da Pfizer, e a expectativa é de que a compra deve se materializar. A empresa não tem mais a disponibilidade das vacinas que tinha no primeiro momento. Não temos agenda de vacinação robusta em massa no primeiro semestre. Também não houve explicação porque o governo não vai adquirir de imediato as vacina do Butantan (Coronavac)”, contou Nesio.

O governador Renato Casagrande disse que o grupo de governadores pediu para que o governo adquira todas as vacinas, seja pelo rito da Anvisa ou de instituições reconhecidas internacionalmente. “Precisamos ter agilidade. Diversos países estão iniciando a vacinação. Nossa frustração é que a agenda em torno da vacina começa a chegar no final de fevereiro/início de março e é importante ter essa agilidade da Anvisa para que não iniciemos a vacinação tão tarde. Estamos perdendo muitas pessoas por dia e em fase crescente da pandemia”, afirmou Casagrande.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES prevê ampliar leitos de UTI para covid-19 até a primeira semana de fevereiro

Dia a dia

Estado cria “vacinômetro” para acompanhar imunização em tempo real

Dia a dia

ES avalia vacina obrigatória para trabalhadores da Saúde

Dia a dia

Maranata cria atendimento médico online para fieis com suspeita de Covid-19