Um dia salvando vidas: do resgate a natureza! - ES360

Um dia salvando vidas: do resgate a natureza!

  • Por Barbara Mello

Aqui tudo se inicia com dois sentimentos: amor e respeito. O amor por um animal forte e extremamente resiliente. O respeito por todo seu trajeto de vida, por estar nesta terra à milhares de anos, muito antes que a espécie humana.

O telefone toca e se inicia um mix de sentimentos de toda equipe.

-Alô, é do Projeto Caiman? Tem um jacaré na minha rua. Podem vir ajudá-lo? Estou aqui e não deixarei ninguém o levar.

-Claro! Estamos aqui para ajudar! Me passe seu endereço, mantenha distância do animal e não há necessidades de alimentar.

Em menos de 05 minutos a equipe se organiza e segue em direção ao endereço. O trabalho com jacarés sempre requer cooperação e confiança de toda equipe. Chegando ao local, o animal é resgatado, passa por uma avaliação clínica, é pesado, medido e microchipado que para facilitar, é como se fosse um número de identidade dos jacarés.

Jacaré em área urbana na cidade de Serra -ES. Foto: Crédito : Leonardo Merçon/Projeto Caiman
Jacaré em área urbana na cidade de Serra -ES. Foto: Crédito : Leonardo Merçon/Projeto Caiman

É importante ressaltar que, nos verões, os jacarés se encontram em período reprodutivo e seu encontro com as cidades aumenta. As mamães jacarés estão à procura de um local para fazer seu ninho e elas não escolhem qualquer local, são criteriosas. Além disto, os machos também estão à procura de parceiras. E quando querem ir de uma lagoa a outra eles encontram as cidades.

Vocês já pararam para analisar como isto deve ser perturbador ao animal? Ele que vive em um lugar pouco barulhento, com muitas árvores e sombra cai no meio da cidade com muitas pessoas, carros, ônibus, motos, buzinas e asfalto quente.

No ano de 2020 e 2021, o Projeto Caiman resgatou mais de 60 jacarés nos centros urbanos da Grande Vitória sendo eles devolvidos à natureza após um checape com médicos veterinários. Já resgatamos um jacaré em meio a um churrasco em pleno domingo e carinhosamente seu nome foi dado como Zeca Pagodinho. Já ouve resgate na praia, em shopping, no aeroporto. No dia 27 de dezembro de 2020 um jacaré foi resgatado na reta do antigo aeroporto em direção a Vitória e tivemos uma grande surpresa. É uma mamãe jacaré pesando cerca de 29 quilos, medindo 1,70 metros e através do raio-x feito foi possível identificar 33 ovos. Após todos exames ela foi devolvida a natureza e estamos aqui monitorando, na torcida por seus filhotes.

Caso se depare com um jacaré, recomendamos acionar a Polícia Militar Ambiental ou diretamente o Projeto Caiman pelos números (27) 999507097 / (27) 998230626 ou pelo Instagram @projetocaiman. Contamos com toda população para a conservação dos jacarés.

Sobre a autora:

Barbara Mello. Foto: Divulgação
Barbara Mello. Foto: Divulgação

Barbara Mello é bióloga, especialista em Educação Ambiental e coordenadora de Educação Ambiental do Projeto Caiman.

O Instituto Marcos Daniel é uma associação privada sem fins lucrativos qualificada como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de interesse Público. Fundado em 2004, o foco de atuação do IMD é a elaboração e execução de projetos de conservação da biodiversidade e a formação de multiplicadores para a conservação da natureza. Neste propósito, temos contado com o apoio institucional de diversos órgãos públicos, universidades, ONGs e empresas, formando uma rede de elevado capital social e ampla capilaridade na sociedade, promovendo assim a conservação do maior patrimônio do Brasil, a sua biodiversidade.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do ES360.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais Colunas