Ufes discute nesta sexta-feira o programa Future-se - ES360

Ufes discute nesta sexta-feira o programa Future-se

A Universidade ainda não tem um posicionamento a respeito da adesão ao projeto, que prevê a gestão e a captação de recursos por meio de OSs

O Conselho Universitário da Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo) vai realizar, nesta sexta-feira, uma sessão pública para debater o programa Future-se, lançado pelo MEC (Ministério da Educação) em julho. A sessão acontece no Teatro Universitário, das 9h às 12h, e será aberta a estudantes, professores e servidores técnicos. O objetivo é apresentar um panorama sobre o programa e debater o assunto junto à comunidade acadêmica. A Ufes ainda não tem um posicionamento oficial a respeito da adesão ao projeto, que prevê a captação de recursos próprios pelas instituições e gestão por meio de organizações sociais.

Um levantamento feito pelo jornal O Estado de S.Paulo e divulgado ontem apontou que a maioria das universidades federais do país já decidiu não aderir ao Future-se. A pesquisa foi feita em consulta às 63 universidades e mostra que 34 (54%) rejeitam o projeto de alguma forma. Desse total, 27 já decidiram em seus Conselhos Universitários por não aderir à proposta e outras sete ainda vão concluir um documento, mas criticam o programa. Outras 27 ainda não tomaram uma decisão ou não pretendem se manifestar até que haja um projeto de lei. Duas não responderam à reportagem e também não publicaram posicionamento a respeito do programa.

Entre as que já decidiram em seus conselhos internos pela não adesão estão as maiores e mais tradicionais federais, como a de São Paulo (Unifesp), do Rio de Janeiro (UFRJ), de Minas Gerais (UFMG) e de Brasília (UnB).

Críticas

Em entrevista coletiva no último dia 12, o reitor da Ufes, Reinaldo Centoducatte, afirmou que ainda era muito cedo para falar sobre o projeto, mas disse que não há “solução mágica” para o problema das universidades.

“Estão querendo transferir a missão das universidades para organizações sociais. Por que vou criar organizações sociais cujos propósitos seriam os mesmos das universidades?”, questionou.

O MEC pretende finalizar em outubro o projeto de lei que definirá o programa Future-se para enviar ao Congresso.

Inscrição para candidatos a reitor em novembro

O processo de escolha do novo reitor da Ufes, que ocupará o cargo de 2020 a 2024, teve as primeiras datas definidas nesta semana. O colégio eleitoral aprovou que o período de inscrição oficial dos candidatos será dos dias 27 a 29 de novembro. No dia 5 de dezembro haverá uma reunião em que será elaborada a lista tríplice a ser enviada ao MEC (Ministério da Educação).

Ainda está em discussão a definição sobre a consulta à comunidade acadêmica, que normalmente define os nomes da lista tríplice e a ordem de acordo com a votação. O colégio eleitoral é formado pelos conselhos superiores da Ufes. Já a comissão eleitoral deste ano deverá ser formada por membros do DCE (Diretório Central dos Estudantes), do Sintufes (Sindicato dos Trabalhadores) e da Adufes (Associação dos Docentes).

Mais notícias
Cult

Masterchef Erick Jacquin é diagnosticado com covid-19

Dia a dia

Aumento de casos ameaça levar mais países europeus a adotarem lockdown

País

Ibama manda recolher os agentes de combate a incêndios por falta de recursos

Dia a dia

Aeroporto de Vitória volta a ter voos para Congonhas a partir de novembro