UE assina nesta quarta-feira contrato com Moderna para 160 milhões de doses de vacina - ES360

UE assina nesta quarta-feira contrato com Moderna para 160 milhões de doses de vacina

O imunizante para o coronavírus produzido pela Moderna apresentou 94,5% de eficácia em resultados iniciais da fase 3 dos testes clínicos

EUA contratam Sanofi e GSK para produção de 100 milhões de doses de vacina. Foto: Angelo Esslinger/Pixabay
Vacina contra covid-19. Foto: Angelo Esslinger/Pixabay

 

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou nesta terça-feira (24), que o bloco europeu assinará nesta quarta-feira (25), um contrato com a Moderna para o fornecimento de até 160 milhões de doses da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica americana. Em um pronunciamento, a líder disse que a vacinação é crucial para a saída da crise.

O imunizante para o coronavírus produzido pela Moderna apresentou 94,5% de eficácia em resultados iniciais da fase 3 dos testes clínicos. No começo do mês, a UE já havia fechado um acordo com as farmacêuticas Pfizer e BioNTech para o fornecimento de 200 milhões de doses da vacina experimental desenvolvida em conjunto pelas companhias, que se mostrou 95% eficaz em resultados finais.

Hoje, von der Leyen também disse que o bloco europeu quer garantir que países de renda baixa e média tenham acesso às vacinas contra a covid-19. Ela citou a iniciativa Covax, liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que reúne recursos para a compra dos imunizantes. No começo do mês, a UE elevou sua contribuição à Covax para 500 milhões de euros.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Vacinas vindas da Índia serão enviadas a Estados a partir de sábado

Dia a dia

Sesa encaminha nova remessa de vacinas contra a covid-19 para municípios

Mundo

Premiê do Reino Unido diz que nova variante do coronavírus pode ser mais letal

Dia a dia

Novas doses de vacina contra a covid-19 ainda serão destinadas para profissionais da saúde