Twitter: Trump diz que Irã “nunca venceu uma guerra” - ES360

Twitter: Trump diz que Irã “nunca venceu uma guerra”

'Soleimani planejava matar mais americanos, mas foi pego', diz Trump

Câmara aprova impeachment de Donald Trump; decisão final será do Senado. Foto: Isac Nóbrega/PR
Trump acrescentou que Soleimani foi “direta e indiretamente responsável pela morte de milhões de pessoas”, incluindo manifestantes iranianos. Foto: Isac Nóbrega/PR

Em sua primeira manifestação pública após o ataque que matou o general iraniano Qassim Suleimani, responsável pelos assuntos iraquianos na Guarda Revolucionária do Irã, na quinta-feira (2), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (3), que “o Irã nunca venceu uma guerra, mas nunca perdeu uma negociação”. A frase, em referência às mortes de Soleimani e também do vice-presidente da milícia iraquiana majoritariamente xiita, Forças de Mobilização Popular (PMF, na sigla em inglês), Abu Mahdi al-Muhandis, foi postada no Twitter do presidente dos EUA.

O presidente dos Estados Unidos afirmou que o general Qassem Soleimani, comandante das Forças Quds, uma unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã, morto em ataque ordenado por Washington na quinta-feira, “matou ou feriu gravemente milhares de americanos durante um longo período de tempo e planejava matar muitos mais… Mas foi pego!”.

> China, Rússia e França fazem alerta após ataque dos EUA matar militar do Irã

Os comentários foram feitos no Twitter. Trump acrescentou que Soleimani foi “direta e indiretamente responsável pela morte de milhões de pessoas”, incluindo manifestantes iranianos.]

> Ataque de Trump ao Irã vai impactar no preço do combustível, afirma Bolsonaro

“Embora o Irã nunca seja capaz de admiti-lo adequadamente, Soleimani era odiado e temido no país”, afirmou Trump. “Eles não estão tão tristes quanto os líderes permitirão que o mundo exterior acredite. Ele deveria ter sido retirado há muitos anos!”, defendeu.

Estadão Conteúdo

Mais notícias
Dia a dia

Sindprev-ES promove ato contra atuação de militares no INSS

Dia a dia

Aumentou para 3,1 mil o número de desalojados no ES

Dia a dia

Confira a situação das rodovias estaduais

Política

Secretário de Transportes é preso em operação em Fundão