Tribunal de Contas lança ferramenta com informações de leitos e equipamentos hospitalares - ES360

Tribunal de Contas lança ferramenta com informações de leitos e equipamentos hospitalares

Plataforma disponibiliza as informações por município, em um mapa, sendo possível consultar a localização dos hospitais, a quantidade de leitos de UTI e inclui dados tanto da rede pública e privada

Ferramenta aponta total de leitos. Foto: Reprodução

O Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE-ES) lançou nesta sexta-feira uma ferramenta com informações sobre a saúde no estado. A plataforma disponibiliza as informações por município, em um mapa, sendo possível consultar a localização dos hospitais, a quantidade de leitos de UTI, divididos por finalidade e a quantidade de equipamentos. O levantamento inclui dados tanto da rede pública quanto da rede da privada. Também é possível acompanhar os gastos em saúde, bem como o percentual da população que não possui plano de saúde em cada um dos 78 municípios capixabas.

Na apresentação do raio X da rede de atendimento de saúde capixaba, o presidente do TCE-ES, conselheiro Rodrigo Chamoun, afirmou que o painel apresenta “informação de qualidade e tempestiva no combate à pandemia”. O presidente do TCE ainda destacou que a plataforma auxiliará os gestores públicos no planejamento das ações e na tomada de decisões. “É importante salientar que decisões baseadas em má-fé ou erro grosseiro; ou mesmo ausência de decisões quando o dever seria agir no combate à pandemia, podem ensejar severas sanções por parte deste tribunal”, pontuou Chamoun, lembrando da experiência internacional que demonstra uma situação desastrosa no pós-verão. “Os exemplos calamitosos da Europa e dos EUA devem servir de um alerta eloquente para o Brasil”, finalizou.

Leitos para covid-19

A coordenadora do Núcleo de Avaliação de Políticas Públicas do TCE-ES, Maytê Cardoso Aguiar, explicou que também é possível acompanhar a quantidade de leitos de UTI e os destinados para a covid. A ferramenta aponta que hoje no Espírito Santo são 10.240 leitos em 130 estabelecimentos de saúde. A cidade que tem a maior parte dos leitos é Vitória, com 2.175 unidades. Do total de leitos, 741 são de UTI adulto e outros 598 são leitos destinados atualmente para covid-19, entre públicos e particulares. Segundo a coordenadora, não é possível saber pela ferramenta quais leitos de UTI dos particulares foram comprados pelo SUS.

No painel de controle da saúde é possível saber também, por exemplo, o número de respiradores e onde estão localizados. No Espírito Santo, atualmente há 1.879 equipamentos desse tipo, sendo que a maioria está em Vitória, com 431 equipamentos, seguido da Serra, com 416 unidades e de Vila Velha, com 319 aparelhos.

Maytê lembra que para a ferramenta estar sempre atualizada é preciso de colaboração das instituições de saúde para manterem os dados corretos e atualizados.

O que pode ser consultado no Painel do TCE-ES

Visão geral dos estabelecimentos de saúde
– Quantidade de estabelecimentos de saúde por município
É possível verificar, por exemplo, que Vitória possui cadastrado 518 ambulatórios, 22 hospitais, 29 unidades básicas e 50 unidades de apoio diagnóstico.

– Distribuição geográfica dos estabelecimentos de saúde
Com a indicação de cada estabelecimento no mapa, é possível visualizar a distribuição das unidades.

Distribuição de leitos
– Quantidade de leitos por município
O município com maior quantidade de leitos é Vitória, com 2.175 vagas. Já o menor é Atílio Vivácqua, com 10.

– Quantidade de leitos por tipo
Os leitos de especialidades clínicas são os que o Estado possui em maior quantidade, totalizando 3.340 (sendo 2.564 para clínica geral, 183 para cardiologia, 154 para oncologia, dentre outros). Em menor número são os leitos de hospital dia, com 152 vagas (140 cirúrgico, diagnóstico e terapêuticos, 7 Aids e 5 intercorrência pós-transplante).

– Distribuição geográfica
A plataforma permite verificar o município em que o leito específico em consulta está. Por exemplo, dos 152 leitos de hospital dia, 90 estão em Vitória, 19 em Linhares, 13 em Vila Velha, 8 em Cariacica, 6 na Serra e em São José do Calçado, 3 em São Mateus e Cachoeiro de Itapemirim, 2 em Aracruz e em Colatina.

Distribuição de equipamentos
– Dados gerais
Os 4.136 estabelecimentos de saúde possuem 46.967 equipamentos.

– Quantidade de equipamento por tipo
Equipamentos para manutenção da vida são os de maior quantidade, totalizando 19.350, em 734 estabelecimentos. A plataforma permite verificar quais são eles, por exemplo: Incubadora 311, 6.048; reanimador pulmonar / ambu, 3.637; respirador / ventilador, 1.879. Também é possível consultar a localização geográfica do equipamento. Serra, por exemplo, possui 416 respiradores, enquanto Linhares possui 75 respiradores; Vila Velha, 319; Pancas, Ecoporanga e Ibatiba possuem um e Sooretama, Marilândia e São Domingos do Norte, dentre outros, não possuem respiradores cadastrados.

Gastos com a função saúde

– Total liquidado na Função Saúde
A maior despesa no ano de 2019 foi do município de Vitória, com R$ 289.517.699, o que representa um gasto de R$ 800 por habitante. O sistema ainda calcula o valor por habitante sem plano de saúde. No caso da Capital foi de R$ 1.959,36.

– Evolução do valor liquidado na Função Saúde
Um gráfico apresenta o valor aplicado em saúde, por ano, a partir de 2013, permitindo a visualização da trajetória do gasto.

Acesso à saúde
– Distribuição de acesso à saúde
A plataforma apresenta o número e o percentual em relação ao total de cidadãos que não possuem plano de saúde, dependendo exclusivamente de rede pública. O maior percentual da população que possui plano ocorre em Vitória, com 59,4%. Em Ibitirama esse percentual é de 1,75%.

Gastos com a função saúde

– Total liquidado na Função Saúde

A maior despesa foi do município de Vitória, com R$ 289.517.699, o que representa um gasto de R$ 800 por habitante. O sistema ainda calcula o valor por habitante sem plano de saúde. No caso da Capital foi de R$ 1.959,36.

– Evolução do valor liquidado na Função Saúde

Um gráfico apresenta o valor aplicado em saúde, por ano, a partir de 2013, permitindo a visualização da trajetória do gasto.

Acesso à saúde

– Distribuição de acesso à saúde

A plataforma apresenta o número e o percentual em relação ao total de cidadãos que não possuem plano de saúde, dependendo exclusivamente de rede pública. O maior percentual da população que possui plano ocorre em Vitória, com 59,4%. Em Ibitirama esse percentual é de 1,75%.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Cult

‘Bacurau’ vai disputar o ‘Oscar do cinema independente’

Dia a dia

Maranata cria atendimento médico online para fieis com suspeita de Covid-19

País

Governo Doria promete 40 milhões de doses da Coronavac até abril

Cult

Jane Fonda será homenageada por contribuição em vida no Globo de Ouro