Três espumantes nacionais (premiados) abaixo de R$ 50 - ES360

Três espumantes nacionais (premiados) abaixo de R$ 50

No chamado mundo do vinho são muitos os defensores de uma tese: as vinícolas brasileiras deveriam se concentrar quase exclusivamente na produção de espumantes. Porque este é o melhor tipo de vinho produzido no país. Temos, lógico, ótimos tintos, excelentes brancos. Mas a oferta de espumantes é muito maior, mais rica, mais diversificada, E melhor. Curiosamente, produzimos rótulos de qualidade tanto na região de Bento Gonçalves quanto no sertão nordestino. Sinal de um casamento bem resolvido entre o terroir brasileiro e a bebida normalmente associada à festa e à alegria. Pensando bem, e levando-se em conta a maneira como os brasileiros encaram a vida, esse bom relacionamento é algo muito natural…

A seguir, três sugestões de vinhos premiados a menos de R$ 50.

Ponto Nero Cult Rosé. É encontrado por R$ 48. Foto:Divulgação
Ponto Nero Cult Rosé. É encontrado por R$ 48. Foto:Divulgação

 

Ponto Nero Cult Rosé
Acaba de ganhar o prêmio Sabre de Ouro Espumante Brut Charmat no XI Concurso do Espumante Brasileiro.

Produzido com as castas Chardonnay, Pinot Noir e Riesling. Muito leve, gostoso.

É encontrado por R$ 48.

 

Aurora Procedências Brut Chardonnay. É encontrado por R$ 50. Foto: Divulgação
Aurora Procedências Brut Chardonnay. É encontrado por R$ 50. Foto: Divulgação

Aurora Procedências Brut Chardonnay
Nesse mesmo concurso, um dos mais conceituados do país, encerrado dias atrás, foi considerado o melhor Brut nacional feito pelo método charmat.

A Aurora é capaz de fazer desde vinhos de mesa de enorme sucesso (é dela o mal afamado e popularíssimo Sangue de Boi) ao lado de alguns dos melhores rótulos do Brasil. Esse Procedências é excelente. R$ 50.

 

Casa Perini Brut Rosé. É contrada por R$ 40. Foto: Divulgação
Casa Perini Brut Rosé. É contrada por R$ 40. Foto: Divulgação

Casa Perini Brut Rosé
A Casa Perini vem se notabilizando por ganhar medalhas em concursos internacionais.

Esse rosé é uma mescla pouco comum de Chardonnay, Gammay e Pinot Noir. De relação custo-benefício muito boa. É encontrado por menos de R$ 40.

Venceu o Top Five da Vitória Expovinhos deste ano.

Há mais de 10 anos escrevo sobre vinhos. Não sou crítico. Sou um repórter. Além do conteúdo da garrafa, me interessa sua história e as histórias existentes em torno dela. Tento trazer para quem me dá o prazer da sua leitura o prazer encontrado nas taças de brancos, tintos e rosés. E acredite: esse prazer é tão inesgotável quanto o tema tratado neste espaço.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do ES360.

Mais Colunas