Suspeito de atear fogo em ônibus é preso em Viana - ES360

Suspeito de atear fogo em ônibus é preso em Viana

A Polícia Civil identificou o suspeito como Paulo Henrique Barbosa do Santos, de 18 anos, com passagem pelo sistema prisional

O responsável pelo incêndio fugiu e deixou uma mensagem de represália ao motorista. Foto: Reprodução
O responsável pelo incêndio fugiu e deixou uma mensagem de represália ao motorista. Foto: Reprodução

 

Um dos suspeitos de atear fogo em ônibus do Transcol no bairro Ipanema, em Viana, na manhã desta segunda-feira (20), foi preso. Com ele, a Polícia Militar apreendeu uma pistola calibre .9mm com número raspado, dois celulares e R$ 167.

A Polícia Civil identificou o suspeito como Paulo Henrique Barbosa do Santos, de 18 anos, com passagem pelo sistema prisional. Ele foi preso na casa onde mora, no bairro Primaveral, Viana.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito quebrou o celular no momento da prisão. A polícia acredita que ele quis se desfazer de uma prova. A suspeita é que no celular tenha uma série de mensagens no que diz respeito a queima de ônibus.

Incêndio

Um ônibus do sistema Transcol foi incendiado na manhã desta segunda-feira (20) no bairro Ipanema, em Viana, contra a suspensão das visitas aos detentos do sistema prisional do Espírito Santo. A medida está em vigor desde o dia 1º de abril, com o objetivo de evitar a disseminação do novo coronavírus entre os internos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, um homem armado invadiu o ônibus, entregou um cartaz com uma mensagem de represália, jogou gasolina, ateou fogo ao veículo e fugiu. A viatura dos Bombeiros se deslocou até o local para conter as chamas.

No último dia 10, familiares de internos do sistema prisional realizaram um protesto em frente ao Palácio Anchieta pelo mesmo motivo.

Em nota, a Sejus (Secretaria da Justiça) afirma que a suspensão das visitas íntimas e sociais está mantida até o dia 31 de julho. “A mudança no procedimento é analisada de acordo com o cenário e de forma gradativa a fim de preservar a saúde de todos os envolvidos no sistema prisional”.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Covid-19: Empresas doam R$ 100 mi para produzir vacinas

Dia a dia

Seis pontos que mostram o recuo da pandemia no Espírito Santo

Dia a dia

Unipró lança curso de preparação para o Ifes 100% online

Bem-estar

A Escola Bíblica Dominical sob a perspectiva da Igreja Cristã Maranata