Estado vai definir novos critérios de vacinação para grupos prioritários - ES360

Estado vai definir novos critérios de vacinação para grupos prioritários

Apesar de integrarem o grupo prioritário, biólogos e outros profissionais que não atuam diretamente contra a covid-19 não poderão ser imunizados

Ainda que possuam um registro ativo nos Conselhos Regionais de suas respectivas áreas, os profissionais de saúde que não atuam diretamente contra a covid-19 não serão mais vacinados no Espírito Santo. Em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, disse que será publicada, nos próximos dias, uma nova resolução com o detalhamento de quem tem ou não o direito de ser imunizado.

De acordo com Fernandes, representantes dos Conselhos participaram de uma reunião com a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) nesta semana, onde foram apresentados os critérios e diretrizes sobre a distribuição do imunizante. “É necessário que esteja claro que biólogos que atuam no sistema de saúde serão vacinados. Aqueles que não atuam serão imunizados em um momento posterior. O mesmo vale para os profissionais de Educação Física e outros trabalhadores que não atuam em serviços de saúde”.

Estudantes de cursos superior ou técnico de áreas afins também passarão pela mesma avaliação. “Aqueles que atuam na assistência da Saúde, com regularidade, se equiparam aos profissionais. Não se equiparam, no entanto, aqueles que exercem atividades esporádicas ou voluntárias”, frisou o secretário.

Em tom de descontentamento com o governo federal, Nésio Fernandes atribuiu essa discussão à falta de vacinas para a população. “É muito desconfortável para qualquer gestor ter que ficar discutindo priorização da priorização. Toda essa polêmica e angústia sobre quem furou ou não a fila é consequência da escassez de vacinas. Aguardamos então que o governo federal defina logo pela aquisição de imunizantes e que apresente um calendário que nos permita superar esse desconforto. Todos devemos estar protegidos contra a covid-19 e esse é posicionamento do governo do Estado”.

Confira a entrevista completa


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dinheiro

Espírito Santo terá loteria estadual até julho

Dia a dia

Mais de 117 mil pessoas receberam 1ª dose da vacina no ES

Dia a dia

Saiba como funciona bafômetro que identifica álcool no ar

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência