Sesa assume gerência do Himaba, em Vila Velha - ES360

Sesa assume gerência do Himaba, em Vila Velha

A Secretaria assumirá a execução dos serviços para garantir a assistência à população e o cumprimento das obrigações com os empregados do Hospital

Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves, em Vila Velha. Foto: Divulgação/Sesa
Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves, em Vila Velha. Foto: Divulgação/Sesa

A partir desta segunda-feira (22), a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) passa a assumir a gestão do Himaba (Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves), em Vila Velha. A medida, publicada Diário Oficial do Estado desse domingo (21), tem validade até a próxima terça-feira (2) e tem como objetivo garantir a assistência à população capixaba e cumprimento do compromisso das obrigações com os empregados do Hospital.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, a decisão foi tomada após o descumprimento de obrigações contratuais por parte do Instituto Gnosis, Organização Social responsável pela gestão da unidade, com risco iminente de interrupção nos serviços do hospital por falta de insumos hospitalares.

Segundo a Sesa, além desta situação, foi constatado também que desde o final de dezembro de 2020 o cargo de Diretor Geral da unidade está vago, caracterizando o abandono da gestão da unidade por parte da Organização Social.

Pela que consta no Diário Oficial, fica nomeada como interventora a diretora geral do Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória, Thais Regado, que passará a acumular a função de diretora geral do Himaba.

Em nota publicada em seu site, a Sesa diz aguardar a finalização do processo de chamamento público para a escolha de uma nova Organização Social, que já está em andamento, em fase de análise de propostas de cinco OSs para o gerenciamento futuro da unidade.

Secretário da Saúde se reúne com colaboradores do Himaba

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, junto com os subsecretários de saúde Quelen Tanize Alves da Silva e Gleikson Barbosa, reuniu-se neste domingo (21) com colaboradores do Hospital Geral e Infantil Dr. Alzir Bernardino Alves (Himaba) para explicar sobre o processo de intervenção e o andamento dos trabalhos para os próximos dias.

As reuniões aconteceram em três momentos, com a participação de coordenadores administrativos e assistenciais; com os médicos da unidade; e representantes de empresas terceirizadas.

“A decisão pela intervenção irá garantir e preservar o pagamento dos trabalhadores e permitirá que a unidade não tenha nenhum prejuízo assistencial”, frisou Nésio Fernandes.

Thaís Regado, nomeada interventora do Himaba, também estava presente durante as reuniões. “Conto com vocês para que haja continuidade no trabalho assistencial. Vamos juntos manter o serviço”.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Variante de Manaus amplia carga viral e é mais transmissível

Política

Governadores se articulam para comprar vacinas em conjunto

Dia a dia

Secretário de estatais pede demissão e gera baixa na Economia

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência