Secretários de Casagrande declaram apoio a Coser em Vitória - ES360

Secretários de Casagrande declaram apoio a Coser em Vitória

Apesar de Casagrande não ter se manifestado publicamente sobre o segundo turno na capital, secretários estão pedindo votos nas redes sociais

Apesar do governador Renato Casagrande não ter manifestado publicamente apoio no segundo turno das eleições em Vitória, disputadas entre o deputado estadual Lorenzo Pazolini (Republicanos) e o ex-prefeito João Coser (PT), três secretários do governo Casagrande declararam apoio a Coser pelas redes sociais. O petista também recebeu declaração de voto do senador Fabiano Contarato (Rede). O segundo turno será no próximo domingo (29), das 7h às 17h.

Duas das declarações de apoio foram publicadas nesta quarta-feira (25). O secretário de Saúde, Nesio Fernandes, divulgou uma foto ao lado de Coser em um igreja, dizendo que não ia falar de política, mas descreveu a foto como “tempo de fé e esperança”. Nos dias anteriores, Nesio já vinha se manifestando a respeito da campanha em Vitória, mas rebatendo argumentos do candidato Pazolini de que após a ação dos deputados em hospitais o governo teria ampliado os leitos. “O governo Casagrande fez investimentos nos hospitais desde o mês de janeiro e se preparou para enfrentar a Covid. A invasão, ao contrário, colocou vidas em risco”, justificou Nesio, em rede social. 

Já o secretário de Cultura, Fabrício Noronha, optou por se manifestar pelo Instagram e Facebook, pedindo votos para Coser em Vitória. Na mensagem, ele lembrou da Estação Porto, espaço cultural que coordenou na época do governo de Coser e pediu votos a todos do setor cultural.

Quem também se manifestou pelo Facebook foi a secretária de Ciência e Tecnologia Cristina Engel. Ela compartilhou vídeos dos cantores Caetano Veloso e Zélia Duncan também pedindo votos para o candidato do PT, dizendo “Vitória não merece retrocesso” na publicação.

Retrocesso e ameaças também foram os argumentos usados pelo senador Fabiano Contarato (Rede) na manifestação de apoio a Coser. Contarato diz que o candidato tem olhar para o social e contra a desigualdade e argumenta que o projeto do oponente é baseado em comportamento fundamentalista.

Pazolini tem apoio de senador e vereadores eleitos

Outro senador que se manifestou a respeito do segundo turno foi Marcos do Val (Podemos). Ele declarou voto para Lorenzo Pazolini (Republicanos) e justificou que a escolha foi feita de forma independente “baseada nos valores que defendo e em candidatos que acredito serem os mais preparados entre as opções apresentadas, sempre defendendo a manifestação da vontade da maioria dos eleitores”.

Apesar de o deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania) ter declarado neutralidade após ficar em terceiro lugar nas urnas, seus companheiros de partido eleitos estão em campanha com Pazolini. É o caso do vereador reeleito Denninho Silva, o mais votado no último dia 15; e Luiz Emanuel Zouain, vereador também do Cidadania, que já foi secretário de Meio Ambiente do governo de Luciano Rezende e é lider do prefeito na Câmara Municipal. Retrocesso também foi um termo usado por Luiz Emanuel para declarar apoio ao candidato do Republicanos.

Pazolini também ganhou apoio da vereadora Neuzinha, do PSDB, que também concorreu à prefeitura.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Enfermeira que debochou de vacina é demitida da Santa Casa

País

Lewandowski abre inquérito para apurar atuação de Pazuello em Manaus

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo registra 48 óbitos em 24 horas; total chega a 5.716

Dinheiro

Se endividamento for menor, pode debater auxílio de até 6 meses, afirma Maia