Sangue fator RH negativo é o que mais precisa de doação - ES360

Sangue fator RH negativo é o que mais precisa de doação

Estoque do tipo O- preocupa pelo baixo número de doadores. Na última semana, havia 9 bolsas; o ideal são 26 para cada cinco dias

De janeiro a junho deste ano, os hemocentros do estado receberam doações de sangue de quase 25 mil pessoas. São, em média, 4,1 mil doadores por mês, mais que a média de 2018, de 3,8 mil doadores/mês. Ainda assim, a situação dos bancos de sangue não é confortável. O problema é principalmente a falta de doadores de sangue com fator RH negativo (O-, A-, B- e AB-).

O diretor-geral do Hemoes (Hemocentro do estado), Leonardo Tavares, explica que esses tipos sanguíneos são menos prevalentes entre a população e, consequentemente, nos bancos de sangue. Um deles, especialmente, é fundamental.

“O sangue O- é o doador universal e, por isso, é usado em casos de emergências. Em hospitais de atendimentos de trauma, esse é um estoque estratégico, mas está sempre longe do ideal. Quando não há sangue O- disponível, o hospital tem que recorrer a um banco de sangue privado ou fazer o teste para descobrir qual é o sangue do paciente para, então, fazer a transfusão. Isso afeta a agilidade do atendimento”, diz.

Até a última quinta-feira, o estoque do Hemoes era de apenas nove bolsas de sangue O-, quando o ideal são 26 bolsas para cada cinco dias. Também está abaixo do ideal o estoque de sangue A- (havia sete bolsas quando o ideal são 15 para cada cinco dias). Já os estoques dos sangues B- e AB- estavam no limite: cinco bolsas de B-, suficientes para cinco dias, e duas bolsas de sangue AB-, também suficientes para o mesmo período.

Em junho, quando o número de doações normalmente cai, a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) realizou a campanha “Procura-se sangue O-”. A ação ajudou, mas a demanda por esses doadores continua.

O Hemoes também precisa de plaquetas, necessárias, por exemplo, para pacientes com leucemias e submetidos a cirurgias cardíacas. A doação, nesse caso, pode ser feita por aférese, processo que separa as plaquetas. Atualmente, o estoque também está no limite.

Onde doar sangue no Estado

Hemoes (Hemocentro do Espírito Santo)

Endereço: avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe, Vitória. Funciona todos os dias, das 7 às 19h (cadastro do doador encerra às 18h20).
Telefone: (27) 3636-7900/7920/7921.

Unidade de Coleta da Serra

Endereço: Eudes Scherrer Souza, s/nº (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva). Funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 16h (cadastro do doador encerra às 15h20).
Telefone: (27) 3218-9429 / 3218-9242.

Hemocentro de Linhares

Endereço: avenida João Felipe Calmon, 1.305, Centro (ao lado do Hospital Rio Doce). Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h (cadastro do doador encerra às 12h30).
Telefone: (27) 3264-6000 / 3264-6019.

Hemocentro Regional de Colatina

Endereço: rua Cassiano Castelo, s/nº, Centro. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h (cadastro do doador encerra às 12h30).
Telefone: (27) 3717-2800.

Hemocentro Regional de São Mateus

Endereço: rodovia Othovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h (cadastro do doador encerra às 12h).
Telefone: (27) 3767-7954.

Mais notícias
Dia a dia

Justiça do Trabalho determina fim da paralisação dos rodoviários

Dia a dia

Maiores de 30 anos serão vacinados com doses compradas pelo ES

Dia a dia

ES tem 26 pessoas fora de casa por causa da chuva

Política

Defesa de Lula: Sustentamos a incompetência da Justiça Federal do PR desde início