Saiba como se proteger e agir em caso de incêndio no condomínio - ES360

Saiba como se proteger e agir em caso de incêndio no condomínio

Major do Corpo de Bombeiros dá dicas sobre qual deve ser a atitude do morador do apartamento e dos demais condôminos em casos como o da Praia do Canto

Criança de 4 anos morres após incêndio na Praia do Canto. Foto: Reprodução
Criança de 4 anos morres após incêndio na Praia do Canto. Foto: Reprodução

Incêndios podem acontecer em qualquer lugar, como ocorreu na última segunda-feira (19), em um edifício da Praia do Canto, em Vitória, que resultou na morte de uma criança de 4 anos. Em condomínios, casos de incêndios podem ser reduzidos com algumas medidas de segurança. Nesses casos, o conhecimento sobre a ação correta e eficiência na hora da evasão é fundamental para salvar vidas. Mas o que fazer nessas horas? Qual deve ser a atitude do morador do apartamento e dos demais condôminos?

O assessor de comunicação do Corpo de Bombeiro, major Fábio Maurício Rodrigues Pereira, alerta que além do prédio contar com o sistema contra incêndio, como luzes, alarmes e saídas de emergência, extintores e portas corta-fogo, o condomínio deve ter um plano de abandono, que determine as atitudes necessárias para prevenir e minimizar acidentes, que podem ser fatais.

> Bombeiros coletam equipamentos elétricos de apartamento após incêndio

“Quando o morador identifica o incêndio, ele deve se evadir do local conduzindo crianças e pessoas com dificuldade de locomoção. O abandono deve ser imediato e pelas escadas de emergência. Assim que for saindo, todas as portas devem ser fechadas, assim retardará a propagação do fogo e da fumaça. O elevador não deve ser usado em situação de fogo no prédio”, explicou o major.

O major lembra que, caso o incêndio tenha começado com uma proporção pequena e aos olhos do morador, ele deve analisar se é possível se aproximar com o extintor e apagar as chamas. Caso seja seguro, o condômino deve agir de forma rápida. Lembrando que há tipos de extintores de incêndio adequados para cada chama e conhecê-los é fundamental para saber qual usar em cada situação, minimizando os acidentes. O extintor triclasse apaga os três tipos de incêndio. Com ele, não precisa identificar a classe do fogo antes de utilizar o equipamento.

Muitas mortes durante incêndios no interior de edificações costumam ocorrer não por queimaduras, mas sim pela inalação da fumaça. Isso ocorre porque o fogo e as pessoas competem pelo mesmo recurso: o oxigênio. Mas a falta desse elemento nos incapacita rapidamente e, muitas vezes, não dá tempo para chegar a um lugar seguro. À medida que as chamas se espalham pelo interior de um edifício, o fogo vai consumindo o oxigênio disponível e, além disso, a combustão incompleta dos materiais queimados libera gases tóxicos que nos envenenam.

Segundo o Corpo de Bombeiros, se há fumaça, é melhor manter-se próximo ao solo e engatinhar para um lugar seguro para minimizar a inalação de gases tóxicos. Se para escapar for preciso passar por um cômodo cheio de fumaça, usar uma toalha (de preferência molhada, mas apenas se houver tempo) sobre o nariz e a boca pode te ajudar a filtrar as partículas de fumaça para proteger os pulmões. É melhor não respirar pela boca, já que o nariz consegue filtrar melhor as partículas de combustão suspensas no ar.

Ainda de acordo com o major, o Corpo de Bombeiros oferece um curso de formação de Brigadista Eventual, um investimento importante para o condomínio, onde serão ministrados treinamentos básicos de primeiros socorros e combate a incêndio. A duração é de 20 horas e o valor é de: R$ 280,67 (curso); R$ 52,63 (avaliação) e R$ 35,08 (certificação).


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Eleições 2020

Candidatos recebem R$ 4,1 milhões para o 2º turno; veja quem mais recebeu

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo tem 23 mortes e 1.789 casos em 24 horas

Mundo

“Cão de guarda” vence prêmio de foto de pet mais engraçada em 2020

País

Fiscal do Carrefour que aparece nos vídeos da morte de João Alberto Freitas é presa