Renova oferece 9 mil vagas para iniciação profissional de jovens - ES360

Renova oferece 9 mil vagas para iniciação profissional de jovens

Para participar, os jovens devem ter entre 16 e 29 anos e possuir cadastro na Fundação Renova. Confira as vagas

Jovens capixabas e mineiros que possuem cadastro na Fundação Renova já podem fazer inscrição e concorrer às nove mil vagas de cursos online para iniciação profissional. O prazo vai até 4 de setembro. Os cursos são gratuitos e disponibilizados pela Renova em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

São 13 cursos com duração média de 14h, nas áreas de Consumo consciente de energia; Educação ambiental; Empreendedorismo; Fundamentos da logística; Lógica de programação; Tecnologia da informação e comunicação; Metrologia; Noções básicas de mecânica automotiva; Segurança do trabalho; Desvendando a indústria 4.0; Desvendando a Blockchain; Desvendando o BIM – Building Information Modeling e Lean Manufacturing.

Para participar, os jovens devem ter entre 16 e 29 anos e possuir cadastro na Fundação Renova. Os interessados devem preencher um formulário eletrônico. Cada jovem pode se inscrever em dois cursos. Após a inscrição, o Senai enviará em até 10 dias um link de acesso ao conteúdo. No final do curso, os participantes receberão um certificado de conclusão.

Para assistir às aulas, os participantes precisam de computador, tablete ou celular com acesso à internet e os navegadores Mozila Firefox ou Internet Explorer com Adobe Flash Player instalados.

“Os cursos de iniciação profissional fazem parte dos projetos de reparação coletiva chamados Caminhos da Retomada, da Fundação Renova. Essa série de ações visa auxiliar as pessoas a retomarem as atividades econômicas, por meio de dicas de educação financeira, qualificação profissional, acesso ao mercado de trabalho, desenvolvimento de empreendedorismo e acesso a crédito”, diz Deborah Goldemberg, gerente socioeconômica da Fundação Renova.

A Fundação Renova é uma instituição que implementa e gere os programas de reparação dos impactados do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, especialmente as comunidades ribeirinhas de Minas Gerais e Espírito Santo.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Política

Casagrande defende compra de vacina chinesa

Política

Bolsonaro diz que não comprará vacina da China

País

Saiba como é a sabatina no Senado que define escolha de ministros para o STF

Dia a dia

Sandro Locutor é internado com suspeita de covid-19