Renato Casagrande critica decretos de Bolsonaro que facilitam acesso a armas - ES360

Renato Casagrande critica decretos de Bolsonaro que facilitam acesso a armas

Em sua conta no Twitter, Casagrande afirmou: "Mais armas, mais trabalho para nossos policiais e mais violência"

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrante, engrossou o coro dos descontentes com as medidas do Governo Federal que facilitaram o acesso a armas e munições. Em sua conta no Twitter, Casagrande afirmou: “Mais armas, mais trabalho para nossos policiais e mais violência”.

O governo federal alterou, no fim da noite de sexta-feira, quatro decretos de 2019 que regulam a aquisição de armamento e munição por agentes de segurança e grupos de colecionadores, atiradores e caçadores (CACs). As alterações flexibilizam os limites para compra e estoque de armas e cartuchos.

Entre as mudanças estão o aumento, de quatro para seis, do número máximo de armas de uso permitido para pessoas com Certificado de Registro de Arma de Fogo, a possibilidade de substituir o laudo de capacidade técnica – exigido pela legislação para colecionadores, atiradores e caçadores – por um “atestado de habitualidade” emitido por clubes ou entidades de tiro e a permissão para que atiradores e caçadores registrados comprem até 60 e 30 armas, respectivamente, sem necessidade de autorização expressa do Exército.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES registra 9 óbitos e 1.089 casos de covid-19 em 24h

Dia a dia

hacker preso no ES pela PF paga fiança e é solto

Tec

Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência