Reconstrução de cidades vai custar R$ 500 mi, diz governo - ES360

Reconstrução de cidades vai custar R$ 500 mi, diz governo

Levantamento total dos danos será apresentado por Casagrande, amanhã, ao ministro do Desenvolvimento Regional

A reconstrução de pontes, estradas e casas destruídas pelas chuvas que atingiram o Sul do estado deve custar cerca de R$ 500 milhões. A estimativa é do governador Renato Casagrande (PSB), que vai apresentar um levantamento detalhado dos danos e investimentos necessários ao Ministério do Desenvolvimento Regional nesta quinta-feira (30). A expectativa é que pelo menos metade desse valor seja custeado pelo governo federal. Cerca de 300 pontes e entre 600 e 800 casas populares precisarão ser reerguidas.

> Aumenta o número de desalojados e uma pessoa está desaparecida no ES

Além desse recurso, o governo federal deve disponibilizar R$ 90 milhões para apoio emergencial às cidades afetadas pelas chuvas no estado e também em Minas Gerais. “É o orçamento para custeio disponível para todo o Brasil. É para cesta básica, colchão, aluguel social, ‘hora/máquina’, água, higiene e limpeza”, disse o governador.

> Chuvas: ajuda é ampliada para mais 18 municípios

Nessa terça-feira (28), Casagrande esteve em Iúna, Castelo, Guaçuí e Cachoeiro de Itapemirim e orientou os gestores sobre como informar os danos registrados e solicitar a ajuda do governo federal. O levantamento de todos os danos será entregue pelo estado ao ministro Gustavo Canuto, que retorna ao estado amanhã.

> Após chuvas, Iconha e Alfredo Chaves cancelam Carnaval

O Ministério da Cidadania também irá disponibilizar para os municípios R$ 400 para cada pessoa desabrigada, com a finalidade de montagem e manutenção do espaço para receber as famílias. É preciso que as prefeituras enviem a relação de desabrigados.

O número de pessoas fora de casa chega a 13.181 no estado. Do total, 1.574 estão desabrigadas, ou seja, não têm como voltar para casa. Em seis municípios foi decretada calamidade pública e em outros 16, situação de emergência.

Na terça, choveu forte principalmente no Norte do estado. Em Linhares, cerca de 80 pessoas foram retiradas de casa no bairro Olaria, devido à cheia do rio Doce. Em Colatina, também foram registrados alagamentos. Em São Mateus, 45 pessoas estão fora de casa.

Chuva volta em fevereiro

A chuva pode voltar com mais intensidade em fevereiro. Segundo o Climatempo, a previsão é que a a Zona de Convergência do Atlântico Sul volte a ocorrer duas vezes no mês: uma na primeira semana e outra no fim do mês. Entre quinta-feira (30) e sábado (1º), deve fazer sol. Nesta quarta, o Centro-Sul do estado continua sob alerta de risco “muito alto” para inundações e deslizamentos.

Mais notícias
Dia a dia

Três acidentes causam mortes de policiais neste Carnaval

Dinheiro

Seu Dinheiro: como evitar prejuízo na compra do dólar

Dia a dia

Orla de Anchieta será revitalizada a partir de março

Dia a dia

Vereador da Serra morre em acidente na BR-101