Raro diamante rosa é vendido por US$ 26,6 milhões em Genebra - ES360

Raro diamante rosa é vendido por US$ 26,6 milhões em Genebra

Um recorde para um diamante rosa-púrpura, segundo o comissário Benoit Repellin, diretor de vendas de alta joalheria na casa de leilões britânica da Suíça

Raro diamante rosa é vendido por US$ 26,6 milhões em Genebra. Foto: Reprodução/Youtube
Raro diamante rosa é vendido por US$ 26,6 milhões em Genebra. Foto: Reprodução/Youtube

 

Uma rara joia rosa, obtida a partir do maior diamante bruto rosa já encontrado na Rússia, foi vendida por 26,6 milhões de dólares (incluindo encargos) durante um leilão em Genebra organizado pela Sotheby’s.

Batizado de “Espírito da Rosa” em referência ao famoso balé russo, este diamante de 14,83 quilates, do tamanho de uma bola de gude, é o maior de sua categoria a ser leiloado.

Em minutos, o diamante foi vendido por 21 milhões de francos suíços (26,6 milhões de dólares). Um recorde para um diamante rosa-púrpura, segundo o comissário Benoit Repellin, diretor de vendas de alta joalheria na casa de leilões britânica em Genebra, Suíça.

Antes da venda, a expectativa era leiloá-lo por um preço entre 23 milhões e 38 milhões de dólares. O comprador optou pelo anonimato e participou por telefone.

A joia também se destaca por sua origem, já que foi extraída de um diamante bruto de 27,85 quilates, o maior já encontrado na Rússia.

Os diamantes cor-de-rosa são os menos comuns e os mais desejados no mercado mundial. O recorde histórico do leilão de um diamante rosa foi estabelecido em Hong Kong em 2017 com a venda do CTF Star Pink por 71,2 milhões de dólares.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Mês de homenagens marca festividades de aniversário da Maranata

Dia a dia

Casagrande recebe vice-presidente Mourão no Palácio Anchieta

País

Anvisa deve autorizar uso emergencial de vacinas contra a covid-19

Dia a dia

Vídeo: Bolsonaro recebe Meneghelli e ‘veste a camisa’ de Colatina