Procon-ES pede intervenção do Governo Federal para conter alta dos alimentos - ES360

Procon-ES pede intervenção do Governo Federal para conter alta dos alimentos

Na BandNews FM, o diretor do Procon-ES, Rogério Athayde, conversa sobre o aumento e fala sobre as providências que podem ser tomadas

O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES), junto com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Associação Nacional do Ministério Público do Consumidor (MPCon), encaminharam um ofício à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) questionando o aumento dos preços de alimentos da cesta básica em todo o Brasil. O documento pede pela intervenção do poder público, em especial dos Ministérios da Justiça, da Economia e da Agricultura, para a contenção da frequente elevação dos preços.

No mês de agosto, o custo com a cesta básica aumentou em 13 das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), na comparação com o mês anterior. A capital Vitória é a 5ª com a cesta básica mais cara do país, com o valor de R$ 509,45, tendo alta de 5,08%.

Em entrevista à BandNews FM Espírito Santo, o diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, conversa sobre o aumento e fala sobre as providências que podem ser tomadas pelo consumidor e pelo órgão para evitar abusos e prejuízos durante esse período de alta.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Política

PDT entra com ação para que Estados e municípios decidam sobre vacinação

Política

Ministério da Saúde recua e diz que fala de Pazuello foi mal interpretada

Política

Casagrande defende compra de vacina chinesa

Bem-estar

Estudo indica como vírus se espalha em uma sala de aula