Prefeituras recolhem lixo com equipamentos próprios durante greve de coletores - ES360

Prefeituras recolhem lixo com equipamentos próprios durante greve de coletores

A paralisação, que havia sido suspensa temporariamente, foi retomada nesta segunda-feira (23) e não tem previsão de término

Prefeitura de Cariacica recolhe lixo com equipamentos próprios durante greve de coletores. Foto: Divulgação/Prefeitura de Cariacica
Prefeitura de Cariacica recolhe lixo com equipamentos próprios durante greve de coletores. Foto: Divulgação/Prefeitura de Cariacica

 

A greve dos motoristas dos caminhões usados na limpeza urbana, que reivindicam reajuste de salário, já provoca acúmulo de lixo em vários pontos da Grande Vitória. A paralisação, que havia sido suspensa temporariamente, foi retomada nesta segunda-feira (23) e não tem previsão de término. Enquanto isso, prefeituras da Grande Vitória utilizam equipamentos do próprio município para garantir a manutenção dos serviços nas cidades.

A Central de Serviços da Prefeitura de Vitória informou que todos os bairros estão sendo atendidos. E nesta quarta-feira (25), oito caminhões da empresa que realiza a coleta de lixo estão sendo escoltados por viaturas da Guarda Municipal de Vitória a fim de garantir a coleta e a segurança dos colaboradores. Além disso, duas viaturas estão de prontidão em frente à garagem da empresa que presta serviços de limpeza urbana ao município.

Ainda de acordo com a Central de Serviços da Prefeitura de Vitória, nos últimos dias, veículos do município foram alvos de ataques, tendo seus pneus esvaziados, o que atrasou a saída e o cumprimento do horário da coleta em alguns bairros. O órgão disse, ainda, que já registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil e também já notificou a empresa que presta serviços de recolhimento de lixo para o município cobrando providências urgentes e medidas administrativas e judiciais necessárias para garantir o retorno das atividades imediatamente.

A Prefeitura de Cariacica também está recolhendo o lixo com maquinário próprio como forma paliativa de combater o acúmulo de resíduos durante a greve dos motoristas dos caminhões coletores que afeta todas as cidades da região metropolitana. E pede ainda que a população, nesse período de greve, evite colocar lixo na rua, pois, com o tempo chuvoso, ele pode provocar alagamentos e entupimentos na rede de drenagem e canais.

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Vila Velha garantiu que os serviços foram retomados, mesmo que parcialmente, em todas as regiões do município nesta quarta-feira. E alertou que a previsão é de que os serviços sejam normalizados nos próximos dias.

O Sindicato das Empresas de Limpeza Pública do Espírito Santo (Selues) alega que a paralisação deixou de ser uma ato constitucional, com reivindicações de direitos trabalhistas, para se tornar um ato político restrito aos sindicalistas e não mais a coletividade da categoria, que em momento nenhum tem se oposto à cumprir a decisão judicial.

A Selues disse ainda que aguarda manifestação do Poder Judiciário “para que, com firmeza, garanta a volta de suas empresas com segurança, normalizando as atividades de Limpeza Pública, garantindo a prestação de um serviço essencial à ordem pública e à da saúde da população”.

Nota do Selues

O Sindicato das Empresas de Limpeza Pública do Espírito Santo (Selues) vem à público mostrar o seu estarrecimento com as proporções tomadas, na noite desta terça-feira (24), durante a greve ilegal liderada pelo Sindirodoviários.

Acreditamos que a paralisação deixou de ser uma ato constitucional, com reivindicações de direitos trabalhistas, para se tornar um ato político restrito aos sindicalistas e não mais a coletividade da categoria, que em momento nenhum tem se oposto à cumprir a decisão judicial.

Mais do que isso, os deploráveis registros de vandalismos, com apedrejamento de caminhões e pneus furados por encapuzados, que ao não mostrar o rosto só reverbera a transgressão e a animosidade do ato adotado pelo Sindorodoviários-ES, denota a falta de ética, moral e propósito com a causa daqueles que estão representando toda uma classe.

O Selures, neste momento, aguarda manifestação do Poder Judicial para que, com firmeza, garanta a volta de suas empresas com segurança, normalizando as atividades de Limpeza Pública, garantindo a prestação de um serviço essencial à ordem pública e à da saúde da população.

Sindirodoviários-ES

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Espírito Santo (Sindirodoviários), que representa também os motoristas da limpeza urbana, foi procurado pela reportagem, mas até o momento não nos atendeu.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Pazuello: Brasil será o 2º país com mais vacinados no Ocidente

Dia a dia

Planalto faz investida contra pressão por impeachment

Mundo

China começa a testar 2 milhões em Pequim

Dia a dia

Vitória entra em risco baixo para a transmissão da covid-19