Prefeitura de Vitória deixa obras de ciclovia da avenida Rio Branco para a próxima gestão - ES360

Prefeitura de Vitória deixa obras de ciclovia da avenida Rio Branco para a próxima gestão

A Secretaria de Obras e Habitação diz que o projeto, anunciado no início de 2020 para o final deste ano, sofreu atrasos em virtude da pandemia

Avenida Rio Branco, em Santa Lúcia.

As obras da ciclovia da avenida Rio Branco, no trecho localizado em Santa Lúcia, em Vitória, previstas para serem concluídas até dezembro deste ano serão deixadas para a próxima gestão municipal. O projeto, orçado em aproximadamente R$ 1,2 milhão, ainda está em fase de licitação para a contratação da empresa responsável pelas intervenções.

Em janeiro, a prefeitura afirmou que as obras seriam iniciadas em 2020. A estrutura deveria ser construída sobre o canteiro central da via, entre as avenidas Reta da Penha e a Leitão da Silva, em um trecho de aproximadamente 900 metros com guarda-corpo para a proteção dos ciclistas.

> Construção de ciclovia na avenida Rio Branco será em duas fases

Segundo o secretário de Obras e Habitação de Vitória, Weverton Moraes, o atraso no projeto se deu em virtude da pandemia do novo coronavírus. “Estávamos para licitar as obras. Mas logo no início da pandemia alguns serviços tiveram que ser suspensos e a licitação teve que ser readaptada, gerando esse atraso”, explica.

Moraes garante que a prefeitura trabalha para deixar o projeto pronto para a próxima gestão. “Acreditamos que em até 90 dias iremos finalizar a licitação e deixaremos dinheiro em caixa para que as obras sejam executadas”, afirma.

Praia do Canto

O projeto inicial previa uma ciclovia em toda a extensão da Rio Branco. Porém, moradores da Praia do Canto foram contrários às obras, pois a via reduziria áreas hoje utilizadas como estacionamento em toda a região. Segundo Weverton Moraes, a prefeitura continua dialogando com a comunidade. “Por hora, o certo é apenas em Santa Lúcia”.

Mais obras atrasadas

Em fevereiro, a prefeitura de Vitória se comprometeu também a reparar os píeres da Enseada do Suá. No local, a reportagem identificou ripas soltas, madeira deteriorada e guarda-corpo quebrado.

O secretário de Obras e Habitação, Weverton Moraes, afirmou, na ocasião, que o problema seria resolvido em 60 dias. Além disso, garantiu que os deques da orla de Camburi e São Pedro seriam reformados, bem como o guarda-corpo da orla de Santo Antônio. Em nenhum desses pontos, no entanto, as obras foram plenamente concluídas.

“Já deveriam ter sido finalizadas, mas em decorrência da pandemia, a empresa responsável pelo serviço, que tinha um grande quadro de funcionários em situação de risco, teve o ritmo de trabalho reduzido”, explica o secretário.

De acordo com ele, na Enseada do Suá, um dos píeres já foi entregue e o outro deve ser finalizado dentro de 30 dias. “Em Camburi, parte do serviço já foi finalizado e ainda estamos em obras, assim como na região de São Pedro. Já em Santo Antônio, as intervenções ainda estão em execução. Todas serão concluídas até o final do ano”.

Avenida Vitória

Uma das obras prometidas para 2020 que está dentro do cronograma é a da avenida Vitória. O projeto, que deveria ser concluído apenas no final do ano, foi adiantado e será entregue nesta terça-feira, dia 8, aniversário do município. No total, foram investidos cerca de R$ 20 milhões do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e Saneamento).

A via recebeu uma terceira faixa de trânsito reforçada para veículos pesados, ciclovia no canteiro central e guarda-corpo, sinalização, nova iluminação e recapeamento asfáltico.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dinheiro

Inflação dos alimentos sobe 9,75% e afeta principalmente os mais pobres

Dia a dia

Consultas e cirurgias eletivas acontecem de forma gradual no ES

Dia a dia

Ufes: ponto facultativo do Dia do Servidor é transferido para sexta-feira

Dia a dia

Espírito Santo tem 18 mortes pelo coronavírus em 24 horas