Posse de Joe Biden: conheça os principais nomes da nova gestão - ES360

Posse de Joe Biden: conheça os principais nomes da nova gestão

Biden nomeou pessoas que já trabalharam em outras gestões do Partido Democrata; veja quem vai ocupar cargos importantes

O palco da inauguração de Joe Biden como 46º presidente dos EUA, no Capitólio de Washington. (Foto: Jim Bourg / Reuters)
O palco da inauguração de Joe Biden como 46º presidente dos EUA, no Capitólio de Washington. (Foto: Jim Bourg / Reuters)

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, escolheu os membros de sua equipe com históricos de acordo com aquilo que ele sinalizou que seria seu governo: ex-funcionários de outras gestões do Partido Democrata e atentos a questões raciais e de meio ambiente.

As pessoas que ocuparão os principais cargos, como Secretaria de Estado e Departamento do Tesouro, fizeram parte tanto do governo de Bill Clinton como o de Barack Obama.

Biden ainda convocou políticos experientes para integrar seu governo em cargos de menos projeção.

John Kerry, que será o enviado especial da presidência para o clima, foi candidato à presidência e é um dos maiores nomes do Partido Democrata. Pete Buttigieg, que comandará a Secretaria de Transportes, foi um dos principais concorrentes de Biden nas prévias do Partido em 2020.

Veja abaixo quem são os principais funcionários do governo Joe Biden:

Antony Blinken, secretário de Estado
O principal responsável pelas relações com outros países foi assessor de Bill Clinton, conheceu Joe Biden no Senado e trabalhou como secretário-executivo de John Kerry quando esse estava à frente da Secretaria de Estado. Biden conhece Antony Blinken há cerca de 20 anos.

Janet Yellen, chefe do Departamento do Tesouro
Janet Yellen já foi a presidente do Federal Reserve (conhecido como Fed) antes, o órgão responsável pela política monetária do país. Yellen vai ocupar, em governos diferentes, os dois cargos mais importantes da economia do país.

Lloyd Austin, secretário de Defesa
Lloyd Austin é um general de quatro estrelas. Ele tem uma carreira militar de cerca de 40 anos, e estava na reserva até ser nomeado por Joe Biden. Ele se formou na academia de West Point, como a maior parte dos militares de elite dos EUA. Ele foi chefe de diferentes operações dos EUA em diferentes países do Oriente Médio durante três anos da gestão de Barack Obama.

William Burns, diretor da CIA
Burns é um diplomata de carreira. Foi o responsável pelas negociações secretas entre os EUA e o Irã que culminaram com o acordo nuclear. Também já foi embaixador na Rússia e na Jordânia. Ele ainda foi subsecretário para temas políticos e vice-secretário de Estado do governo de Obama.

John Kerry, enviado especial da presidência para o clima
Kerry foi secretário de Estado durante a segunda gestão de Obama, foi candidato do Partido Democrata à presidência dos EUA em 2004 e senador do estado de Massachusetts entre 1985 e 2003. Ficou conhecido nos EUA como um veterano da Guerra do Vietnã que denunciou os problemas daquele conflito

Pete Buttigieg, secretário de Transportes
Buttigieg foi um dos concorrentes de Joe Biden nas prévias do Partido Democrata em 2020. Ele chegou a liderar a corrida no começo, mas acabou desistindo e declarou apoio ao atual presidente. Ele foi prefeito da cidade de South Bend, em Indiana.

Xavier Becerra, secretário de Saúde
Quando foi nomeado por Biden, ele ocupava o cargo de procurador-geral da Califórnia, que já foi de Kamala Harris. Foi deputado pelo estado. No legislativo, defendeu pautas dos direitos dos latino-americanos e o programa de saúde do ex-presidente Barack Obama (conhecido como Obamacare, que foi questionado na Justiça pelo governo de Donald Trump).

Deb Haaland, secretária do Interior
A deputada democrata Deb Haaland, que vai ocupar o cargo de secretária do Interior, é a primeira mulher de origem indígena a ocupar o posto. Ela já criticou o presidente brasileiro Jair Bolsonaro pela política ambiental.

Alejandro Mayorkas, Departamento de Segurança Interna
Não é a primeira vez que Mayorkas trabalha para o governo, ele já foi diretor do serviço de imigração e cidadania, no primeiro governo de Obama, e secretário-executivo de Segurança Interna, na segunda gestão de Obama. É o primeiro latino e imigrante nomeado como secretário do Departamento de Segurança Interna.

Linda Thomas-Greenfield, embaixadora dos EUA na ONU
Thomas-Greenfield tem 35 anos no serviço de relações exteriores dos EUA. Ela trabalhou em quatro continentes. No primeiro governo de Obama, ela esteve na Libéria. Na segunda gestão, foi para o Birô de Assuntos Africanos. Ela também já trabalhou para o serviço diplomático dos EUA no Quênia, Nigéria, Gâmbia, Jamaica, Paquistão e Suíça.

Avril Haines, diretora do Serviço de Inteligência Nacional
Outra veterana do governo Obama, Haines já ocupou os cargos de vice-diretora da CIA e vice-conselheira de Segurança Nacional. Será a primeira mulher a liderar a comunidade de inteligência americana.

Tom Vilsack, secretário de Agricultura
Vilsack volta a um cargo que ele já ocupou: ele foi secretário de Agricultura entre 2009 e 2017. Ele também já foi governador do estado de Iowa, que é importante para o setor.

Marcia Fudge, secretária de Moradia e Desenvolvimento Urbano
Fudge, uma deputada pelo estado de Ohio, é uma das afro-americanas no governo. Aliados de Biden tentaram pressioná-lo para nomear Fudge para o Departamento de Agricultura, que seria um posto menos tradicional para uma política afro-americana.

Gina Raimondo, secretária de Comércio
Ela foi a governadora do estado de Rhode Island antes de ser convidada por Biden. Ela é considerada uma democrata moderada. Já trabalhou no setor financeiro. Sua nomeação foi considerada uma escolha tradicional para o posto.

Marty Walsh, secretário de Trabalho
Até ser convocado por Biden, ele era o prefeito da cidade de Boston. Walsh abandonou a universidade e foi trabalhar num sindicato da construção civil. Depois disso, ocupou um cargo no sindicato nacional dos trabalhadores da categoria. Ele mesmo relata que teve problemas com o álcool até a metade dos anos 1990, quando procurou tratamento.

Isabel Guzman, chefe da Administração de Pequenas Empresas
Guzman é a diretora do escritório da Califórnia para pequenas empresas. Ela já trabalhou na agência federal durante o governo de Obama.

Jennifer Granholm, secretária de Energia
Ex-governadora do estado de Michigan que defende o desenvolvimento de energias renováveis.

Miguel Cardona, secretário de Educação
Ele foi o comissário de educação do estado de Connecticut. Cardona já foi professor de escola pública.

Ronald Klain, chefe de gabinete
Klain foi o chefe de gabinete de Biden na época da vice-presidência. Ele também trabalhou com Al Gore, vice-presidente de Bill Clinton.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Promotora bolsonarista vai para unidade que investiga Flavio

Dia a dia

Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência

Política

PGR pede para manter condenação contra Arthur Lira

Dia a dia

ES tem queda de 16% no número de casos da covid-19