Policial militar da reserva é preso com 230kg de maconha - ES360

Policial militar da reserva é preso com 230kg de maconha

Segundo a Polícia Civil, o militar integrava uma organização criminosa que distribuia drogas por toda a Grande Vitória

Dinheiro, drogas e armas apreendidos pela Polícia Civil nesta terça-feira. Foto: Divulgação/Sesp
Dinheiro, drogas e armas apreendidos pela Polícia Civil nesta terça-feira. Foto: Divulgação/Sesp

Um policial militar da reserva de 53 anos foi preso nesta terça-feira (27) em Vila Velha com 230kg de maconha. De acordo com a Polícia Civil, o militar integrava uma organização criminosa que distribuia drogas na Grande Vitória.

Além do policial, outras duas pessoas foram presas: a enteada do militar de 30 anos e um empresário de 40 anos conhecido como “Professor” – assim como o personagem da série La Casa de Papel -, apontado como o chefe da quadrilha.

As drogas foram encontradas pela Polícia Civil dentro de um carro na casa do militar durante ação executada simultaneamente em cinco endereços: três em Vila Velha, um em Guarapari e outro em Cariacica. Neste último município, o Professor possui uma distribuidora de bebida que de acordo com os investigadores pode ter sido utilizado como fachada para lavagem de dinheiro do tráfico de drogas.

Além da maconha, os agentes também apreenderam um quilo de haxixe, R$ R$ 80 mil em dinheiro, duas armas de fogo, cadernos de anotações com nomes de traficantes do estado, balanças de precisão, celulares, notebooks e uma carta com informações sigilosas de dentro de um presídio capixaba.

Segundo Alexandre Falcão, delegado titular da Denarc 2 (Departamento Especializado de Narcóticos), militar, que se dedicou à corporação por 32 anos, confessou ter sido contratado pelo Professor. “Ele atribuiu a droga ao Professor. Diz que foi contratado para armazenar e realizar a distribuição das drogas. Para isso, receberia R$ 5 mil”.

Ainda de acordo com o delegado, tanto o militar quanto o Professor foram autuados por tráfico de drogas e associação ao tráfico. A enteada do policial responderá apenas pelo segundo crime. As investigações continuam.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Eleições 2020

Candidatos recebem R$ 4,1 milhões para o 2º turno; veja quem mais recebeu

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo tem 23 mortes e 1.789 casos em 24 horas

Mundo

“Cão de guarda” vence prêmio de foto de pet mais engraçada em 2020

País

Fiscal do Carrefour que aparece nos vídeos da morte de João Alberto Freitas é presa