Policiais civis protestam após anúncio de reajuste - ES360

Policiais civis protestam após anúncio de reajuste

Pela manhã, membros das entidades sindicais estiveram na Assembleia Legislativa. Eles cobram a reposição de perdas salariais dos últimos 10 anos

Em protesto, os policiais seguirão em pela avenida Américo Buaiz até a praça do Papa. Foto: Ouvinte BandNews FM
Em protesto, os policiais seguirão em pela avenida Américo Buaiz até a praça do Papa. Foto: Ouvinte BandNews FM

Após o anúncio do governo estadual sobre a proposta de reajuste salarial, policiais civis iniciaram um protesto na tarde desta segunda-feira (10), por volta das 13 horas, em frente a Assembleia Legislativa do Espírito Santo. Os manifestantes fecharam as três pistas no sentido Centro de Vitória e seguiram até o prédio da Receita Federal. O protesto teve fim às 14h03.

> Representante de policiais critica reajuste salarial proposto pelo governo

Os bombeiros, policiais civis e militares lotaram as galerias e o Plenário Dirceu Cardoso da Assembleia Legislativa durante a reunião da Comissão de Segurança na manhã desta segunda-feira. O encontrou durou duas horas e foi acompanhado por representantes de entidades sindicais.

Bombeiros e policiais cobraram dos deputados estaduais a reposição de perdas. Foto: Lucas Silva
Na Assembleia Legislativa, bombeiros e policiais cobraram a reposição de perdas salariais. Foto: Lucas Silva

Desde maio de 2019, os servidores criaram a Frente Unificada de Valorização Salarial dos Policiais Civis e Militares e Bombeiros Militares para articular as demandas da área junto ao governo do estado. Os representantes das associações e sindicatos cobram do Governo reposição de perdas salariais dos últimos dez anos. As categorias alegam que recebem as piores remunerações do País e pedem equiparação dos salários à média nacional.

O governo apresentou, no início do mês, uma proposta de 4% de reajuste salarial por ano até 2022. As categorias não acataram a proposta, porque afirmam que as perdas salariais desde 2008 devido aos índices de inflação chegam a 45,22%. As entidades representativas de classe pedem mais diálogo com o governo do Estado. O Executivo irá se reunir com representantes da Frente Unificada na próxima quinta-feira (13) para debater a questão. A Comissão de Segurança vai participar do encontro.

Com Assembleia Legislativa do Espírito Santo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Espírito Santo libera aulas nas escolas a partir de 5 de outubro

Dia a dia

Covid-19: registro de mortes sobe e chega a 26 em 24 horas no ES

Dia a dia

Espírito Santo vai enfrentar uma intensa onda de calor nos próximos dias

País

Após retirar cálculo da bexiga, Bolsonaro está estável, diz boletim médico