Polícia vai investigar perda de vacinas em Rio Bananal - ES360

Polícia vai investigar perda de vacinas em Rio Bananal

Prédio da Secretaria de Saúde sofreu uma perda de energia na madrugada desta quinta-feira. Município cita possível ato de vandalismo

A Polícia Civil investigará uma interrupção de energia no prédio da Secretaria de Saúde de Rio Bananal, no Norte do Espírito Santo, que provocou a perda de todas as vacinas da Coronavac que seriam aplicadas a partir desta quinta-feira (18) nos profissionais da saúde do município. Apesar de não haver confirmações, a prefeitura cita possível ato de vandalismo.

Segundo Danielle Grillo, coordenadora estadual do Programa de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, foram perdidas 129 doses, todas referentes à segunda dose da vacinação.

Além da Coronavac, foram perdidas também outras vacinas que fazem parte do calendário de imunização, medicamentos de alto custo, sangue coletado e testes da covid-19 que seriam encaminhados ao Lacen (Laboratório Central da Secretaria de Estado da Saúde).

De acordo com a coordenadora de imunização do município, Márcia Venturim, a falta de energia só foi percebida no final desta madrugada. “Por volta das 5h30 meu telefone tocou, era a servente responsável pela limpeza da unidade. Ela falou que a geladeira estava apitando e o prédio estava sem energia. Imediatamente eu fui até o local e constatei que a temperatura da nossa câmara (de armazenamento) estava em 23°C. Agora, as vacinas estão sob suspeita, não podemos usar até que seja feita uma avaliação”.

Apesar do prejuízo, Márcia garante que a aplicação da segunda dose da vacina foi garantida pela Sesa (Secretária de Estado da Saúde), que realizará a reposição dos imunizantes perdidos.

Em nota, a Polícia Civil afirma que a Delegacia de Polícia de Rio Bananal já iniciou as diligências para apurar o fato. Diz também que policiais já estão no local levantando todas as informações necessárias para realizar as investigações e que a perícia já foi acionada.

O órgão ainda destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181. O serviço também pode ser acessado pela internet, com registro de imagens e vídeos. O anonimato é garantido.

Confira o depoimento da coordenadora de imunização do município, Márcia Venturim


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Política

TRE do Rio aumenta pena de Garotinho para 13 anos e 9 meses

Dia a dia

Taxa de ocupação de UTI para covid passa de 80% no ES

Dinheiro

Guedes vê perda estrutural em PEC emergencial aprovada no Senado

País

Alesp deve votar punição a deputado por caso de assédio