Polícia Federal investiga fraude de cadastramento no TRE-ES - ES360

Polícia Federal investiga fraude de cadastramento no TRE-ES

Segundo as investigações, o esquema permitiria aos beneficiados terem mais de um título eleitoral por meio de nomes falsos

Operação face dupla PF
A operação teve com o objetivo de apurar fraude no cadastramento de eleitores junto ao
Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo com uso de documentos falsos. Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 26/7/2019, a Operação Face Dupla, com o objetivo de apurar fraude no cadastramento de eleitores junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo com uso de documentos falsos, o que possibilitaria mais de um título de eleitor por indivíduo.

A investigação teve início após o Tribunal Superior Eleitoral ter detectado coincidência de dados biométricos no cadastro de alguns eleitores do Estado, indicando que uma mesma pessoa, com nomes distintos, teria mais de uma inscrição eleitoral.

A operação contou com doze policiais federais que cumpriram simultaneamente três mandados de busca e apreensão nas cidades de Vitória, Cariacica e Viana com foco na obtenção de elementos de prova que possibilitem identificar o envolvimento de terceiros na fraude, em especial os fornecedores dos documentos que permitiram o cadastramento eleitoral fraudulento.

Os investigados, num total de 10, responderão pelo crime de inscrição fraudulenta de eleitor, falsidade ideológica e uso de documento falso, com penas que somadas podem chegar a 15 anos de reclusão.

Procurado, o Tribunal Regional Eleitoral do Estado ainda não se manifestou.

Mais notícias
Dia a dia

ES registra 9 óbitos e 1.089 casos de covid-19 em 24h

Dia a dia

hacker preso no ES pela PF paga fiança e é solto

Tec

Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência