Piso salarial de professor da rede estadual sobe 12,84% - ES360

Piso salarial de professor da rede estadual sobe 12,84%

De acordo com o governador Renato Casagrande, a medida vai beneficiar 11 mil profissionais. No total, serão investidos R$ 53 milhões ao ano

Profissionais do magistério que atuam na rede estadual de educação vão receber reajuste de 12,84%, adequando-se ao piso nacional da categoria.

Em 2019, foram pagos os valores de R$ 2.557,74, para 40 horas semanais, e R$ 1.598,59 para 25 horas semanais. Já em 2020, com o reajuste, os valores passam para R$ 2.886,24 (40h semanais) e R$ 1.803,85 (25h semanais). Os profissionais também vão receber os valores retroativos a janeiro deste ano.

Segundo anunciou o governador Renato Casagrande em rede social, nesta segunda-feira (9), a medida vai beneficiar 11 mil profissionais e o investimento anual do estado será de R$ 53 milhões.

O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, explicou que o aumento não se estende aos profissionais com plano de carreira, com mestrado e doutorado. “O cálculo do reajuste é feito pelo Tesouro Nacional é informado ao MEC, que anuncia com uma portaria interministerial formalmente o percentual de reajuste. É uma lei que torna obrigatório o piso e vamos aplicar”, detalha.

Para Idelbrando José Paranhos, diretor de comunicação e divulgação do Sindiupes, sindicato que representa os professores, a medida não é considerada um reajuste. “Está sendo feita uma complementação para quem ganhava abaixo do piso. Por isso, esses 11 mil representam os que estão abaixo do piso, entre ativos e aposentados. A lei do piso é para a carreira, que nesse caso não está sendo valorizada”, defende.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Esportes

Para Colômbia, é ‘improvável’ receber voo da Seleção Brasileira

Política

Cartório 'censura' escritura da mansão de Flávio Bolsonaro

Dia a dia

Governo do ES abre mais de 10 leitos de UTI em Vitória

País

Maioria dos bares respeita restrição no Rio