PF prende suspeitos de falsificar documento para passaporte - ES360

PF prende suspeitos de falsificar documento para passaporte

Caso ocorreu em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. No total, 10 pessoas foram presas, oito delas em flagrante

A Polícia Federal prendeu mais de dez pessoas, sendo oito em flagrante, sob suspeita de usarem documentos falsos para solicitar passaporte. As prisões foram feitas pela Delegacia da Polícia Federal em Cachoeiro de Itapemirim, Sul do estado.

A maioria dos presos é do leste de Minas Gerais e da região de Governador Valadares (MG) e, segundo a PF, todos tinham a pretensão de emigrar clandestinamente para os EUA. Os detidos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim. Eles responderão por uso de documento falso.

A polícia detalhou que uma das estratégias dos suspeitos era simular a existência de famílias com menores de idade, com o objetivo de receber tratamento mais brando e, até mesmo, soltura por parte das autoridades americanas caso fossem detidos.

Passando-se por menor, os criminosos também poderiam viajar com a família verdadeira ou não. Outra estratégia destacada era falsificar o nome de um dos pais com o conhecimento do genitor verdadeiro.

Há, ainda, a suspeita de que algumas pessoas usavam paternidade falsa. Nesses casos, o indivíduo vai com a mãe da criança até o cartório e declara ser pai da criança sem registro paterno para posterior viagem ao exterior em família.

A Polícia Federal informou que serão apurados outros casos de falsificação. Se for confirmado, os dados desses indivíduos serão repassados às autoridades de imigração estrangeiras.

Serão investigadas, ainda, pessoas que intermediam a emigração clandestina e que, normalmente, são responsáveis por fornecer aos clientes os documentos falsos.

Mais notícias
Esportes

Para Colômbia, é ‘improvável’ receber voo da Seleção Brasileira

Política

Cartório 'censura' escritura da mansão de Flávio Bolsonaro

Dia a dia

Governo do ES abre mais de 10 leitos de UTI em Vitória

País

Maioria dos bares respeita restrição no Rio