Período de defeso do caranguejo-uçá vai até o dia 14 de fevereiro - ES360

Período de defeso do caranguejo-uçá vai até o dia 14 de fevereiro

O intuito é preservar o espécime, garantindo o período de procriação

Proibidas captura e comercialização do caranguejo-uçá a partir da próxima sexta-feira. Foto: Felix Falcao
Proibidas captura e comercialização do caranguejo-uçá até dia 14 de fevereiro. Foto: Felix Falcao

 

O período de proteção da reprodução do caranguejo-uçá (Ucides cordatus) começou neste domingo (9) e segue até o dia 14 de fevereiro. Durante o defeso, fica proibido a captura, o transporte, o beneficiamento, a industrialização e a comercialização da espécie. O intuito é preservar o espécime, garantindo o período de procriação. Além dos períodos em janeiro e fevereiro, haverá outros dois: 9 a 14 de março e 7 a 12 de abril deste ano.

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) explica que a proteção da reprodução corresponde aos períodos conhecidos como “andada”, quando machos e fêmeas saem de suas tocas para acasalar. Os animais ficam mais vulneráveis à captura nesse momento, que corresponde às luas cheia e nova.

Estabelecimentos com atividades relacionadas ao uso do caranguejo-uçá deverão informar ao Ibama ou ao ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) a relação detalhada dos estoques do animal até o último dia útil que antecede cada período de andada. Os estoques transportados devem estar acompanhados de autorização emitida pelo Ibama da origem ao destino final.

Períodos de proibição em 2020:</3>

2º Período: 9 a 14 de fevereiro

3º Período: 9 a 14 de março

4º Período: 7 a 12 de abril


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES registra 9 óbitos e 1.089 casos de covid-19 em 24h

Dia a dia

hacker preso no ES pela PF paga fiança e é solto

Tec

Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência