Pelé 80 anos: artista no campo e nas telonas - ES360

Pelé 80 anos: artista no campo e nas telonas

Craque esbanja carisma e popularidade na carreira cinematográfica; Canal Brasil e serviços de streaming celebram o lado artista do atleta

Pelé (Reprodução: Getty Images)
Pelé (Reprodução: Getty Images)

O melhor jogador de futebol de todos os tempos completa nesta sexta-feira (23) completa 80 anos de idade e homenagens de todos os tipos surgiram no Brasil e em outras partes do mundo. Mas Pelé não esbanjou talento apenas nos gramados. Edson Arantes é um tipo raro de atleta que também brilhou nas telas, e não só nos documentários sobre sua carreira.

O Rei Pelé (1962) (Reprodução: IMDb)
O Rei Pelé (1962) (Reprodução: IMDb)

Sua primeira aparição nas telonas foi em “O Rei Pelé”, do argentino Carlos Hugo Christensen. A obra de 1962 tem diálogos escritos por Nelson Rodrigues e é uma adaptação do livro de mesmo nome escrito por Benedito Ruy Barbosa, lançado no ano anterior. Entre pequenas atuações do próprio Pelé e registros documentais, o filme traça o que já existia de trajetória na vida do craque.

O Barão Otelo no Barato dos Bilhões (Reprodução: IMDb)
O Barão Otelo no Barato dos Bilhões (1971) (Reprodução: IMDb)

Depois disso, o atleta se aventurou em suas primeiras ficções na década de 70. “A Marcha” do brasileiro Oswaldo Sampaio traz Pelé como um facilitador na fuga de escravos nos últimos anos antes da abolição. Em 1971, fez uma pequena participação em “O Barão Otelo no Barato dos Bilhões”, uma comédia de Miguel Borges. Nessa época o craque buscava ingressar em um curso superior, se matriculou na Fefis (Faculdade de Educação Física), em Santos, e começou a estudar. Teve dificuldade para conciliar as aulas e a carreira, o que quase o afastou das aventuras cinematográficas.

Apesar do desempenho amador e de pouco reconhecimento, foi na virada para década de 80 que o atleta se destacou nas telas. Em 1979, após já ter pendurado as chuteiras, Pelé teve a oportunidade de protagonizar um longa do diretor Anselmo Duarte, “Os Trombadinhas”. O cineasta, famoso por ser o único brasileiro a dirigir um filme vencedor do prêmio Palma de Ouro (Cannes), “O Pagador de Promessas”, trouxe mais uma vez os conflitos sociais às telonas. Nele, o craque dispensa personagens e interpreta a si mesmo, ajudando a polícia ao lado de Paulo Goulart a afastar do crime jovens moradores de rua.

Cenas do filme "Fuga Para a Vitória" (1982) (Reprodução: Tumblr)
Cenas do filme “Fuga Para a Vitória” (1982) (Reprodução: Tumblr)

Em 1981, o craque estreou ao lado de Sylvester Stallone e Michael Caine no longa “Fuga para Vitória”, do famoso artista americano John Huston. O filme traz a vida de prisioneiros aliados que são internados em um campo de prisão nazista durante a segunda guerra mundial. Pelé, interpretando o personagem Luiz, marca o gol mais importante da trama em um plano de fuga dos prisioneiros, mascarado de partida de futebol.

Huston voltaria a trabalhar com o jogador em “A vitória do mais fraco”, de Terrell Tanner, onde Pelé mais uma vez tenta proteger crianças de rua. Sem grande repercussão no exterior, o longa engargalou os planos hollywoodianos de Pelé que só faria mais um filme lá fora, o longa “Hotshot” (1987), aqui “Sede de vencer”, de Rick King.

Em 1986, Pelé trouxe leveza pra carreira contracenando com Renato Aragão em “Os Trapalhões e o rei do futebol”. Teve uma bilheteria de 3,6 milhões de ingressos vendidos. Por fim, em 1989, faria seu último trabalho como ator em “Solidão, uma história de amor”, do brasileiro Victor di Mello.

Onde e como celebrar a arte do rei:

Em comemoração ao seu aniversário o Canal Brasil exibirá obras que retratam a trajetória do jogador. Na próxima segunda-feira (26) o canal irá transmitir “Os Trombadinhas” (1986) às 18h, e no dia 02 de novembro exibirá o documentário “Isto É Pelé” (1974) no mesmo horário. Outros filmes do craque podem ser encontrados em diversos serviços de entretenimento na internet.

O Barão Otelo no barato dos bilhões (1971) – Disponível no serviço de streaming Looke

Isto É Pelé (1974) – Disponível no serviço de streaming Looke

Fuga para a Vitória (1981) – Disponível para aluguel e compra na Microsoft Store

Pelé Eterno (2004) – Disponível para aluguel e compra na iTunes Store (Apple)

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Mundo

Sputnik V tem eficiência acima de 95%, diz RFPI

Dia a dia

Greve de motoristas da limpeza urbana provoca acúmulo de lixo na Grande Vitória

País

Taxa de transmissão da covid no Brasil é a maior desde maio, diz Imperial College

Dia a dia

Comissão de Direitos Humanos da Ufes apoia reserva de vagas na pós-graduação