Otacílio Coser, fundador do Grupo Coimex, morre aos 92 anos - ES360

Otacílio Coser, fundador do Grupo Coimex, morre aos 92 anos

Ao longo da carreira, o empreendedor diversificou os investimentos e entrou para o ramo imobiliário, de agronegócio e também automotivo

Empresário Otacílio Coser. Foto: Reprodução/Youtube
Empresário Otacílio Coser. Foto: Reprodução/Youtube

Morreu, no início da tarde desta terça-feira, aos 92 anos, em São Paulo, o empresário Otacílio José Coser, fundador do Grupo Coimex, um dos maiores grupos privados do País e que completa 70 anos neste mês. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em decorrência de problemas nos rins. O corpo será velado no Salão Nobre do Ossel Memorial, em São Caetano do Sul, a partir das 10:00 horas desta quarta-feira (6), e a cerimônia de cremação ocorrerá às 17:00 horas no mesmo local. O empresário deixa seis filhos e 13 netos.

Trajetória de Otacílio no comando da Coimex

Nascido em 1927, em Itaguaçu, no interior capixaba, Otacílio Coser fundou, em 1949, aos 22 anos, uma pequena corretora de café em Vitória, tornando-se com o passar do tempo um empreendedor de múltiplos negócios e consolidando uma das maiores tradings do país, envolvendo concessionárias de veículos, imóveis, agricultura, usinas de açúcar e álcool e serviços de logística. Mas não se apegava ao bem: montava o negócio onde via uma oportunidade e sabia se desfazer no timing certo quando a maré virava. Tinha uma máxima: “o primeiro prejuízo é o menor”, e levava ela a sério.

No início dos anos 90, Otacílio Coser decidiu entrar no negócio de importação de veículos, na época ainda embrionário. A primeira importação pelo Porto de Vitória, um teste com poucos veículos da Honda, aconteceu em 1992. Até 1995, 70% dos 370 mil veículos importados pelo país entraram por Vitória, quase a totalidade, via Coimex.

Nas décadas seguintes, profissionalizou a gestão do Grupo Coimex e expandiu vigorosamente os negócios, que hoje envolvem diversas empresas nos setores de importação, geração de energia, infraestrutura rodoviária, infraestrutura portuária, logística de transporte e armazenagem, negócios industriais, financeiros, tecnologia e, mais recentemente, educação, todos eles administrados pela holding Coimex Empreendimentos e Participações Ltda. (Coimexpar).

Mais notícias
País

Atacado por aliados de Bolsonaro, inquérito das fakes news teve aval da AGU

País

Roberto Jefferson disse que não vai entregar celular à PF

Dia a dia

Começa nesta quarta nova testagem de covid na população do ES

Mundo

Universidade de Washington prevê 125 mil óbitos no Brasil até agosto