Nos EUA, moradores viram a noite para tomar vacina contra a covid-19 - ES360

Nos EUA, moradores viram a noite para tomar vacina contra a covid-19

Processo de vacinação para segmentos mais amplos da população americana teve lentidão e longas filas na Califórnia, Flórida e Texas; ao menos 4,2 milhões já foram vacinados

Margaret Keenan, de 90 anos, é a primeira pessoa no mundo a receber a vacina da Pfizer contra a covid-19. Foto: Reprodução/BBCNews
Margaret Keenan, de 90 anos, é a primeira pessoa no mundo a receber a vacina da Pfizer contra a covid-19. Foto: Reprodução/BBCNews

Uma rede telefônica quebrada em Houston. Pessoas esperando durante a noite em longas filas na Flórida. Moradores mais velhos no Tennesee no frio à beira de uma rodovia. À medida que a distribuição de vacinas contra a covid-19 começa para segmentos mais amplos da população dos Estados Unidos, tem havido cenas de caos em todo o país. Até o momento, cerca de 4,2 milhões de americanos já foram vacinados com imunizantes da Moderna e da Pfizer/BioNTech.

As primeiras entregas de vacinas nos EUA foram destinadas para profissionais de saúde da linha de frente, funcionários de casas de saúde e residentes. Mas depois houve menos consenso sobre como distribuir a segunda rodada de doses. E autoridades eleitas e da área de saúde alertaram que o processo ficaria mais confuso.

Os avisos parecem ter se confirmado, deixando a campanha de vacinação dos EUA atrasada e levantando questionamentos sobre a rapidez com que o país conseguirá controlar a epidemia. O número de mortes no país superou os 350 mil neste domingo, 3, no momento em que especialistas alertam para um aumento dos casos e dos óbitos após as aglomerações das festas de fim de ano. E o total de casos de covid-19 superou 20 milhões no sábado.

No fim de dezembro, os EUA asseguraram que têm contratadas 900 milhões de doses de várias vacinas para uma população de 330 milhões de pessoas, da qual devem ser subtraídos cerca de 70 milhões que não receberão a vacina agora, pois ela não é indicada a menores de 16 anos.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) afirmou no domingo que já foram administradas as 4.225.756 primeiras doses de vacinas contra covid-19 no país até a manhã de sábado e distribuídas outras 13.071.925 doses.

Os locais de distribuição de vacinas na Flórida continuaram sobrecarregados em alguns lugares neste fim de semana, com pessoas esperando por horas durante a noite na esperança de obter a vacina. O Estado expandiu sua oferta de vacinas para pessoas mais velhas – em alguns casos, por ordem de chegada.

A Flórida se tornou um dos primeiros Estados a abrir a vacinação para qualquer pessoa com mais de 65 anos depois que o governador Ron DeSantis emitiu uma ordem executiva em 23 de dezembro. Mina Bobel, 74, e seu marido, Dave Bobel, fizeram fila às 2 da manhã em frente à Biblioteca Regional dos Lagos em Fort Myers na quarta, na esperança de serem vacinados. Eles foram preparados com lanches e água e se revezaram para dormir na parte de trás do seu carro.

Havia cerca de 300 pessoas à frente deles na fila, disse Bobel, e a maioria deles também veio bem equipada – com casacos e cobertores para se aquecer. “Para nós, foi uma aventura”, disse Bobel, acrescentando que estava “tonta” quando finalmente, por volta das 10h, se preparou para receber sua primeira dose. “Nós nos sentimos realmente sortudos.” Quando ela saiu, disse Bobel, a fila estava ainda mais longa do que quando ela chegou.

Em Fort Myers, Barbara Hooper, 69, e seu marido, Michael, 71, chegaram ao local de vacinação perto de sua casa às 3h30 da quarta-feira. Trouxeram água e cadeiras para ficar em uma fila que se estendia pelo quarteirão. Às 6h30, o casal tomou a vacina.

No Memorial Healthcare System, no condado de Broward, o sistema hospitalar está recebendo ligações de pessoas que querem a vacina, mas não há disponibilidade. O Broward Health, outro sistema de saúde do condado, foi inundado com ligações e tem pedidos de agendamento até fevereiro.

A comissária de Agricultura Nikki Fried instou o governador a mobilizar a Guarda Nacional, escrevendo em uma carta que os vulneráveis ​​da Flórida foram “deixados sem respostas ou orientações sobre quando, onde e como receber a vacina.”

Site com problemas

Quando o departamento de saúde de Broward anunciou um portal de vacinas online, Barbara Shlevin, de 71 anos, se apressou em experimentá-lo. Ela pensou que havia conseguido agendar compromissos em fevereiro – até que tentou clicar em “confirmar” e descobriu que eles não estavam mais disponíveis.

Depois disso, o site caiu. Em mensagens postadas no Twitter, funcionários da agência se desculparam porque seu site “não funcionou como esperado”. Eles reconheceram que os residentes mais velhos estavam ansiosos para receber a injeção, mas disseram que “este é apenas o começo das oportunidades de vacinação”.

No sábado, depois de solicitar uma ligação pelo site da Broward Health, Shlevin recebeu uma resposta. Ela e o marido têm compromissos para se vacinar este mês. “Entendo a logística, mas tendo crescido nos anos 50 e 60, quando eles surgiram com a vacina contra a poliomielite, eles conseguiram fazer isso”, disse Shlevin. “Houve pelo menos seis meses para se preparar. Poderia ter uma maneira melhor de fazer isso”, disse Shlevin, de Pompano Beach, Flórida. “Não deveria ser tão difícil.”

França aprova vacina da Pfizer e planeja imunização no domingo. Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Preocupação

Na Califórnia, onde os casos de coronavírus estão aumentando e os hospitais estão sobrecarregados, os médicos estão preocupados se haverá funcionários suficientes para administrar as vacinas e cuidar dos pacientes com covid-19. No Estado, muitos locais de vacinação operaram sem problemas desde a primeira inoculação nos EUA em 14 de dezembro, mas conforme a disponibilidade de vacinas se ampliou, complicações logísticas surgiram.

Na pequena cidade de Tullahoma, no Tennessee, pessoas mais velhas se alinhavam em uma calçada no sábado enquanto esperavam para entrar na clínica do Departamento de Saúde de Coffee County. A maioria das pessoas na fila usava casacos pesados ​​ou se aconchegava sob cobertores.

Um vídeo postado no Facebook mostrou idosos apoiados em andadores e bengalas e sentados em banquinhos e cadeiras de jardim enquanto esperavam a abertura do prédio. Vickie Rayfield Ham, que postou o vídeo, escreveu que achava que o centro de distribuição seria um drive-through.

“Alguns idosos tinham que andar na rua com seus andadores para chegar ao fim da fila”, disse ela à WTVC, uma televisão local. Em uma postagem no Facebook algumas horas depois do vídeo de Ham, a cidade informou que todas as doses disponíveis foram administradas naquele dia e que as informações sobre a vacinação da próxima semana seriam divulgadas na segunda-feira.

Telefone travado

O dia da inauguração da primeira clínica pública gratuita de vacinação covid-19 em Houston, no Texas, gerou tanta demanda que o sistema de telefone do Departamento de Saúde local travou. Com isso, as autoridades tiveram de fazer o registro presencialmente.

As vacinações começaram em Houston logo após as primeiras doses da vacina Pfizer começarem a chegar aos hospitais em 14 de dezembro. No sábado, a cidade abriu uma clínica no Bayou City Event Center fornecendo a vacina Moderna para membros de alto risco da população, dizendo que poderia chegar a 750 pessoas por dia.

O prefeito Sylvester Turner disse que o departamento de saúde recebeu mais de 250 mil ligações. “O sistema estava sobrecarregado”, disse ele durante uma coletiva de imprensa no sábado. A situação foi normalizada na tarde daquele dia.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

41 municípios capixabas não adquiriram todos os EPIs para o retorno das aulas

Dia a dia

Espírito Santo tem 30 óbitos pela covid-19 e 1.246 casos em 24 horas

País

Bolsonaro sobre o leite condensado: ‘É para enfiar no rabo da imprensa’. Veja o vídeo

Dia a dia

Maranata cria atendimento médico online para fieis com suspeita de covid-19