No Nordeste, Bolsonaro pede votos em "quem tenha Deus no coração" - ES360

No Nordeste, Bolsonaro pede votos em “quem tenha Deus no coração”

O presidente, que havia dito que não participaria das eleições municipais este ano, mudou de discurso na semana passada

Primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, e o presidente Jair Bolsonaro. Foto: Carolina Antunes/PR
Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Carolina Antunes/PR

 

Em inauguração de uma adutora de abastecimento de água em São José do Egito (PE), o presidente Jair Bolsonaro pediu que os eleitores que “caprichem para escolher prefeito e vereador” em novembro. “Vamos escolher gente que tenha Deus no coração, que tenha na alma o patriotismo e queira a liberdade e o bem do próximo”, afirmou.

O presidente, que havia dito que não participaria das eleições municipais este ano, mudou de discurso na semana passada e afirmou que poderia declarar o voto em três cidades: São Paulo, Santos e Manaus.

No evento em Pernambuco, Bolsonaro voltou a defender o uso da hidroxicloroquina, medicamento sem comprovação da sua eficácia no tratamento contra a covid-19. “Deus foi tão abençoado que nos deu até a hidroxicloroquina para quem se acometer da doença, e quem não acreditou, engula agora”, disse o presidente, durante o discurso

“Eu não sou médico, mas sou ousado como o cabra da peste nordestino”, completou o presidente, que foi contaminado por covid-19, se recuperou e declarou ter usado o medicamento no tratamento da doença.

Bolsonaro afirmou também que, como chefe supremo das Forças Armadas, nunca abrirá mão da liberdade e democracia do País.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Política

Bolsonaro cede vice-lideranças ao Centrão

Mundo

Na Flórida, Trump usa crescimento do PIB para frear ascensão de Biden

Dia a dia

Bolsonaro vai reeditar decreto sobre inclusão de UBS em plano de privatizações

Dia a dia

Rio Doce: MPF pede na Justiça que todos os atingidos recebam indenização como a de Baixo Guandu