Mutirão tenta ajudar empresários do ES a não quebrar com a pandemia - ES360

Mutirão tenta ajudar empresários do ES a não quebrar com a pandemia

Podem participar microempreendedores individuais (MEIs), microempresas (MEs) e empresas de pequeno porte (EPP)

Dívidas
Podem participar microempreendedores individuais (MEIs), microempresas (MEs) e empresas de pequeno porte (EPP). Foto: Pixabay

 

Um mutirão vai oferecer, de graça, uma consultoria para empresários do Espírito Santo. O objetivo é evitar que os negócios, de pequeno e médio porte, fechem as portas como consequência dos impactos econômicos provocados pela pandemia. São 130 consultores, em diversas áreas, prestando o serviço.

A iniciativa é do Conselho Federal de Administração (CFA), e será executada no estado pelo Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES). O conselho potencializou os conhecimentos dos profissionais da administração disponibilizando um curso de consultoria online. “Depois recrutamos os voluntários para atuar na prestação desse serviço, que é inédito”, explicou o administrador Maurílio José Inês, presidente do CRA-ES.

É preciso inscrever a empresa no site www.cfa.org.br/MPEs. Serão selecionados negócios de qualquer segmento. “O ramo de atuação não é um fator de seleção. Quem empreende em qualquer área e precisa de ajuda para não encerrar as atividades pode participar”, detalhou o  Gláucio Siqueira, coordenador da iniciativa.

Segundo ele, podem participar microempreendedores individuais (MEIs), microempresas (MEs) e empresas de pequeno porte (EPP). Será oferecida consultoria gratuita em finanças, orçamento, logística, recursos humanos, marketing, tecnologia da informação e outras áreas da administração.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

De cada seis notificações, um resultado é positivo para covid-19 no ES

Dia a dia

Espírito Santo terá muita chuva nos próximos dias; veja a previsão

Dia a dia

Espírito Santo tem 15 mortes pelo coronavírus em 24 horas

Dia a dia

Rio Doce: em cinco anos, apenas 34% das famílias cadastradas receberam indenização