Mudança na cobrança automática da 3ª Ponte começa domingo - ES360

Mudança na cobrança automática da 3ª Ponte começa domingo

Uso da via expressa por outras empresas só iria começar no dia 15 de dezembro, mas mudança foi adiantada pela Rodosol

Arsp autoriza empresas a explorarem cobrança automática de pedágios na Rodosol. Foto: Chico Guedes
Arsp autoriza empresas a explorarem cobrança automática de pedágios na Rodosol. Foto: Chico Guedes

 

A mudança no sistema de cobrança automática na Terceira Ponte foi adiantada e começa a funcionar no próximo domingo, dia 6. A partir desta data, os usuário da via poderão utilizar tags de cinco empresas para passar pela via expressa. Foram cadastradas pela Agência de Regulação de Serviços Públicos (Arsp) as empresas Sem Parar, Green Pass, ConectCar, Veloe e Move Mais. A mudança foi estabelecida por uma resolução da agência de 19 de maio.

A partir de domingo, o serviço da Via Expressa deixa de firmar novos contratos e de fornecer tags, mas seguirá sua operação, até o encerramento definitivo, segundo explicou a Rodosol. Ou seja, o tag Via Expressa segue permitindo a passagem nas cabines automáticas até meados de 2021, conforme prevê a decisão da Arsp.

Quem já tem o tag de algumas das empresas cadastradas poderá fazer sua passagem normalmente pelo Sistema Rodovia do Sol a partir do dia 6, sem necessidade de mudanças. Os clientes Via Expressa que não são usuários de outra empresa de cobrança automática podem aderir aos serviços de qualquer uma delas, levando em conta as condições comerciais específicas de cada uma.

Para facilitar esse processo, a Rodosol firmou uma parceria com o Sem Parar, que já opera na BR-101 no Estado, e em muitos pontos na cidade, como shoppings, postos de gasolina e drive-thrus. Mas outras empresas de passagem automática estão habilitadas para oferecer o serviço.

No caso do Sem Parar, a parceria com a Rodosol  permitiu a oferta de um plano exclusivo para clientes Via Expressa sem cobrança de mensalidade e aluguel do tag para aqueles que querem usar o serviço para transitar exclusivamente pelos pedágios da  Rodovia do Sol, já que o sistema automático da Rodosol era o único no Brasil a não cobrar pela administração do serviço/tag.

“Foi feita uma mudança de frequência, de leitura e uma adequação de sistema. A Via Expressa utiliza uma frequência (5,8 GHz) que foi alterada para 915 MHz. Durante um período, previsto pela medida da Arsp, os sistemas funcionarão simultaneamente, mas, em julho, a Via Expressa deixa de existir e permitir passagem, ficando apenas o Sem Parar e outras empresas que trabalham na nova frequência. Por isso, quanto antes o usuário fizer sua migração melhor para todos”, explica o diretor-presidente da Rodosol, Geraldo Dadalto.

A respeito ao distrato com a Via Expressa para devolução dos tags e recebimento de créditos pendentes, Dadalto explica que o processo será feito por um site a ser lançado. “Teremos em breve um hotsite e o cliente poderá iniciar nele o processo de distrato. Vamos receber os tags na loja da Via Expressa na Praça de Pedágio da Terceira Ponte e em pontos de venda do Sem Parar. A partir da devolução, o cliente poderá solicitar o reembolso de créditos pendentes, caso existam, e o valor será disponibilizado em sua conta bancária”, ressalta.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Idosos e profissionais da saúde são vacinados contra a covid-19 em Vitória

País

Município do Pará entra em colapso por falta de oxigênio

Dia a dia

“Senti nada, só alegria!”, conta a primeira a ser vacinada no Espírito Santo

Dia a dia

Cariacica adota vacinação volante contra a covid-19