Morre inspetor penitenciário que foi baleado no Morro do Moreno - ES360

Morre inspetor penitenciário que foi baleado no Morro do Moreno

Rodrigo Figueiredo da Rosa teve uma das vértebras atingidas durante tentativa de assalto na noite do último dia 10. Duas pessoas foram presas

Morreu na manhã desta quarta-feira (20) o inspetor penitenciário Rodrigo Figueiredo da Rosa, baleado nas costas no início da noite de domingo (10) no Morro do Moreno, em Vila Velha. A informação foi confirmada pela Sejus (Secretaria de Estado da Justiça).

De acordo com o Sindaspes (Sindicato dos Inspetores do Sistema Penitenciário do Estado), Rodrigo foi vítima de uma tentativa de assalto. O disparo atingiu uma das vértebras do inspetor. Após ser baleado, ele perdeu o movimento das pernas e dos braços. Antes de fugir, os assaltantes roubaram a arma do servidor. Dois dias depois, duas pessoas foram presas

O inspetor foi socorrido pelo Samu e encaminhado para o Hospital Estadual de Urgência Emergência, em Vitória. Enquanto esteve internado, Rodrigo recebeu visitas da diretoria e a assistente social do Sindaspes, além da gerência de assistência psicossocial dos servidores da Sejus.

Em nota, a Secretaria da Justiça diz lamentar a morte do inspetor e afirma que os acusados de envolvimento no crime permanecem no Centro de Detenção Provisória da Serra. “Servidor efetivo, Rodrigo atuava na pasta desde agosto de 2010 e faleceu na manhã desta quarta-feira (20). A Secretaria manifesta os mais sinceros sentimentos pela perda e se coloca à disposição para prestar assistência e apoio à família e amigos do servidor”.

Vaquinha online

Rodrigo Figueiredo da Rosa era flamenguista e apaixonado por trilhas e montanhismo, segundo amigos e familiares. Foto: Reprodução
Rodrigo Figueiredo da Rosa era flamenguista e apaixonado por trilhas e montanhismo, segundo amigos e familiares. Foto: Reprodução

Logo após o caso, amigos e familiares de Rodrigo montaram uma vaquinha online para arrecadar fundos. Até o início da tarde desta quarta-feira, 231 pessoas já haviam apoiado a campanha que somava R$ 28.450.

“A vaquinha está dividida em duas etapas: a primeira é arrecadar R$ 100 mil para a adaptação do apartamento, transporte, cama, cadeira-de-rodas e coisas básicas para sua nova realidade. A segunda são R$ 400m il destinados ao tratamento de reabilitação do nosso guerreiro, incluindo despesas com viagem, acomodação, internação, remédios, profissionais de saúde e tantas outras que ainda nem conhecemos”, detalhou os organizadores.

Na descrição da campanha, os amigos aproveitaram para descrever um pouco mais o inspetor. De acordo com eles, ele era uma pessoa apaixonada por futebol. “Flamenguista de ir em eventos sociais com o manto sagrado”.

Ainda de acordo com o relato, Rodrigo também era praticante de trilhas e montanhismo. “Meu projeto de vida é conhecer os pontos mais altos de cada Estado do Brasil. E quem sabe do mundo?”, relataram os amigos e familiares do inspetor.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Saiba como agendar a vacina contra covid no Espírito Santo

País

Média móvel de mortes por covid bate recorde e chega a 1.180

Tec

Amazonia 1 chega à órbita com sucesso e inicia transmissão

Dinheiro

Único apostador da Mega-Sena leva prêmio de 49 milhões