Moro vai trabalhar em escritório ligado a Odebrecht - ES360

Moro vai trabalhar em escritório ligado a Odebrecht

Consultoria atua no processo de recuperação da Odebrecht – empreiteira que fechou acordo de leniência e viu 77 de seus executivos fecharam delação premiada

Sérgio Moro fala ao Senado
Sérgio Moro. Foto: Isaac Amorim/MJSP

 

A consultoria americana de gestão de empresas Alvarez & Marsal anunciou na noite deste domingo (29), a contratação do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro como sócio-diretor. Sete meses depois de deixar o governo Bolsonaro provocando forte crise no Palácio do Planalto ao denunciar suposta interferência do presidente na Polícia Federal, o ex-juiz da Lava Jato vai atuar na área de ‘Disputas e Investigações’ da empresa em nível global, com base na sede da empresa em São Paulo.

> Moro diz que entra como sócio em consultoria e nega ‘conflito de interesses’

O foco do trabalho do advogado será o desenvolvimento de políticas antifraude e corrupção, governanças de integridade e conformidade e políticas de compliance. O ex-ministro não se manifestou sobre seu novo emprego.

“Estamos muito felizes com a vinda do dr. Sérgio Moro como sócio diretor do Alvarez & Marsal. É um profissional com mais de 20 anos de experiência em investigação”, disse Adriano Ponciano, sócio da consultoria que foi criada há 36 anos nos Estados Unidos e que no Brasil mantém escritórios em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Contando com mais de cinco mil funcionários em quatro continentes, a A&M fornece serviços de consultoria, aprimoramento de desempenho de negócios e gestão de recuperação. A consultoria atua, por exemplo, no processo de recuperação da Odebrecht – empreiteira que fechou acordo de leniência com a Lava Jato e viu 77 de seus executivos fecharam delação premiada, inclusive o patriarca Emílio Odebrecht e seu filho Marcelo Odebrecht, que foi condenado por Moro em diferentes ações penais.

As negociações para levar Moro ao Alvarez & Marsal tiveram início nos Estados Unidos, onde o ex-ministro fez muitos contatos desde os tempos em que atuou como juiz federal em Curitiba. Durante as negociações, foi acordada uma remuneração para Moro de sócio-diretor da consultoria, além de prêmios ou participações no âmbito de sua atuação.

“A contratação de Moro está alinhada com o compromisso estratégico da A&M em desenvolver soluções para as complexas questões de disputas e investigações, oferecendo aos clientes da consultoria e seus próprios consultores a expertise de um ex-funcionário do governo brasileiro”, registra nota divulga à imprensa pela consultoria.

O texto diz que Moro é ‘especialista em liderar investigações anticorrupção complexas e de alto perfil’ e também em ‘aconselhar clientes sobre estratégia e conformidade regulatória proativa’, indicando ainda que o ex-juiz da Lava Jato trabalhará com ex-funcionários do governo estadunidense.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Idosos e profissionais da saúde são vacinados contra a covid-19 em Vitória

País

Município do Pará entra em colapso por falta de oxigênio

Dia a dia

“Senti nada, só alegria!”, conta a primeira a ser vacinada no Espírito Santo

Dia a dia

Cariacica adota vacinação volante contra a covid-19