Moro é exaltado em atos a favor da Lava Jato - ES360

Moro é exaltado em atos a favor da Lava Jato

Manifestantes saíram de Vila Velha, Vitória e Cariacica em direção à Praça do Papa. Eles fizeram críticas ao STF e ao Congresso

Manifestantes protesto Bolsonaro
Manifestantes em apoio ao ministro Sergio Moro durante ato na praça do Papa, em Vitória. Vinicius Arruda

Grupos defensores da Lava Jato e de Sérgio Moro foram ontem às ruas de 90 cidades em todos os estados defender o resultados e a continuidade da operação e a conduta do ministro da Justiça e Segurança Pública do governo de Jair Bolsonaro (PSL). Na Grande Vitória, os manifestantes se concentraram no posto Moby Dick, em Vila Velha, por volta de 14h, e iniciaram a travessia para Vitória, pela Terceira Ponte, por volta de 14h30. Chegando à capital, o grupo se reuniu com outros manifestantes na Praça do Papa, às 16h. Uma carreata de caminhoneiros saiu de Cariacica em direção à capital em apoio ao protesto. De acordo com a Sesp (Secretaria de Estado da Segurança Pública) cerca de 20 mil pessoas participaram do ato.

Os protestos foram convocados após a divulgação pelo site The Intercept Brasil de mensagens que mostram que Moro supostamente trocou colaborações com o Ministério Público quando era juiz da Lava Jato. O conteúdo das conversas – que levantaram suspeitas de que Moro e os procuradores agiram de forma parcial, como no processo que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – foi minimizado ontem pelos manifestantes.

De verde e amarelo, com cartazes, faixas, bandeiras e seis trios elétricos, os manifestantes mostravam pleno apoio às ações do governo federal. Criticaram o STF (Supremo Tribunal Federal) – em especial o ministro Gilmar Mendes –, o Congresso – sobretudo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) – e o PT.

Foram também distribuídas 500 bíblias aos participantes, seguida de uma oração. “Nosso apoio é incondicional às reformas apresentadas pelo governo Bolsonaro, à Lava Jato, ao ministro Sérgio Moro e ao seu projeto de lei anticrimes”, disse o advogado Amarildo Santos, um dos organizadores do ato no estado.

Políticos como o senador Fabiano Contarato (Rede) e o governador Renato Casagrande (PSB) também foram criticados durante o ato. Segundo os manifestantes, eles estariam criticando o governo federal, impedindo Bolsonaro de dar sequência aos seus projetos, como a reforma da Previdência.

O movimento também recebeu alguns políticos no trio elétrico principal, como senador Marcos do Val (Cidadania). “Esse protesto tem um peso muito forte (em Brasília). Querem destruir a imagem de Moro e não podemos deixar isso acontecer. Vamos seguir em frente para mudar o Brasil”, disse o senador.

A Terceira Ponte foi liberada por volta das 18h, nos dois sentidos.

Agradecimento

Nas redes sociais, o ministro Sérgio Moro compartilhou um vídeo dos atos e escreveu: “Eu vejo, eu ouço”, sugerindo um agradecimento. Bolsonaro também se pronunciou: “Aos que foram às ruas hoje manifestar seus anseios, parabéns mais uma vez pela civilidade”.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES registra 9 óbitos e 1.089 casos de covid-19 em 24h

Dia a dia

hacker preso no ES pela PF paga fiança e é solto

Tec

Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência