Moradores querem barrar eventos na ‘Rua da Lama’ - ES360

Moradores querem barrar eventos na ‘Rua da Lama’

Projeto de lei propõe a realização de eventos na região em três dias da semana. Pedido de veto será encaminhado à prefeitura nesta quarta

Rua da Lama
Segundo projeto, festas seriam realizadas em três dias da semana. Foto: Chico Guedes

Moradores do bairro de Jardim da Penha, em Vitória, devem enviar nesta quarta-feira (24) um pedido de veto para o prefeito Luciano Rezende ao projeto que regulamenta a realização de eventos em três dias da semana na “Rua da Lama”.

Segundo o coordenador da Associação de Moradores de Jardim da Penha, Peterson Pimentel, a decisão foi tomada em uma reunião na noite da última segunda-feira. Cerca de 200 moradores e comerciantes participaram do encontro para discutir o projeto.

“Não somos contra eventos na região, a Lama é um dos cartões-postais de Jardim da Penha, mas temos preocupação com a pouca segurança e a falta de higienização no outro dia. Queremos avançar na discussão do polo gastronômico da região. Precisamos chegar num equilíbrio para alinhar entretenimento e cultura à qualidade de vida das famílias”, diz Pimentel.

O autor do projeto — aprovado no último dia 10 por 10 votos a 2 -, o vereador Vinícius Simões (Cidadania) explica que respeitará a opinião dos moradores e continuará dialogando para buscar o melhor caminho para redução dos impactos na “Rua da Lama”. Segundo ele, a intenção do projeto é regulamentar as atividades e eventos realizados na região. E, caso seja aprovado, a prefeitura teria que criar regras para os eventos, como horários e capacidade, reduzindo os possíveis impactos para os moradores.

O empresário Diogo Cypriano, idealizador do Som de Fogueira, que leva diversos artistas capixabas para a região às terças-feiras, lamenta a crítica ao projeto pelos moradores. “Perdemos a oportunidade de transformar a Rua da Lama num ponto turístico e cultural, e fomentar a economia”, destacou.

Já a prefeitura de Vitória informou que aguardará o projeto ser protocolado pela Câmara e tramitar nas secretarias afins para analisar.

Mais notícias
País

Governo fecha contrato para compra de vacinas da Pfizer

Dia a dia

Paciente transferido de Santa Catarina chega ao ES

Política

Casagrande é pré-candidato à presidência, diz PSB

Dia a dia

Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência