Moradores querem barrar eventos na ‘Rua da Lama’ - ES360

Moradores querem barrar eventos na ‘Rua da Lama’

Projeto de lei propõe a realização de eventos na região em três dias da semana. Pedido de veto será encaminhado à prefeitura nesta quarta

Rua da Lama
Segundo projeto, festas seriam realizadas em três dias da semana. Foto: Chico Guedes

Moradores do bairro de Jardim da Penha, em Vitória, devem enviar nesta quarta-feira (24) um pedido de veto para o prefeito Luciano Rezende ao projeto que regulamenta a realização de eventos em três dias da semana na “Rua da Lama”.

Segundo o coordenador da Associação de Moradores de Jardim da Penha, Peterson Pimentel, a decisão foi tomada em uma reunião na noite da última segunda-feira. Cerca de 200 moradores e comerciantes participaram do encontro para discutir o projeto.

“Não somos contra eventos na região, a Lama é um dos cartões-postais de Jardim da Penha, mas temos preocupação com a pouca segurança e a falta de higienização no outro dia. Queremos avançar na discussão do polo gastronômico da região. Precisamos chegar num equilíbrio para alinhar entretenimento e cultura à qualidade de vida das famílias”, diz Pimentel.

O autor do projeto — aprovado no último dia 10 por 10 votos a 2 -, o vereador Vinícius Simões (Cidadania) explica que respeitará a opinião dos moradores e continuará dialogando para buscar o melhor caminho para redução dos impactos na “Rua da Lama”. Segundo ele, a intenção do projeto é regulamentar as atividades e eventos realizados na região. E, caso seja aprovado, a prefeitura teria que criar regras para os eventos, como horários e capacidade, reduzindo os possíveis impactos para os moradores.

O empresário Diogo Cypriano, idealizador do Som de Fogueira, que leva diversos artistas capixabas para a região às terças-feiras, lamenta a crítica ao projeto pelos moradores. “Perdemos a oportunidade de transformar a Rua da Lama num ponto turístico e cultural, e fomentar a economia”, destacou.

Já a prefeitura de Vitória informou que aguardará o projeto ser protocolado pela Câmara e tramitar nas secretarias afins para analisar.

Mais notícias
País

Doria anuncia que Estado de SP voltará à Fase 3 Amarela a partir de amanhã

Dia a dia

“Não haverá festa de fim de ano nas praias”, diz subsecretário de Saúde

Eleições 2020

Eleito em Vitória, Pazolini faz discurso de união na Assembleia

Política

Moro vai trabalhar em escritório ligado a Odebrecht