Minuto a minuto: Acompanhe o segundo dia de greve dos rodoviários

Na tarde desta segunda-feira, a categoria decidiu manter a paralisação. Porém, garantiu a circulação de 75% da frota dos ônibus

Publicado em · Atualizado há 1 semana

13h17 – A audiência de conciliação entre rodoviários, empresários, Governo do Estado, Ministério Público do Trabalho e Tribunal Regional do Trabalho foi antecipada para as 14h. A sessão, que pode por fim à paralisação dos motoristas e cobradores do sistema Transcol, havia sido marcada para o final desta tarde, às 17h. O encontro acontece na sede do TRT, no Centro de Vitória.

.

11h14 – Após a GVBus contradizer as informações divulgadas pela Ceturb-ES (Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros) sobre o descumprimento da liminar que determina a circulação de ao menos 75% da frota do Sistema Transcol, a Companhia voltou atrás e emitiu uma nova nota sobre o assunto. Confira:

A Ceturb-ES informa que após o fechamento do monitoramento do relatório de frota operante em circulação na hora pico na manhã desta terça-feira (13), ficou claro que o Sindirodoviários não cumpriu a decisão da Justiça. No período de maior pico, a média de cumprimento não passou de 58,8%, caracterizando o descumprimento de determinação. Pela manhã, apenas o Consórcio Sudoeste cumpriu o estabelecido, na faixa horária de 7h às 8h. A Companhia continua monitorando o sistema para verificar os percentuais de frota na rua.

.

10h09 – O GVBus (Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória) rebate as informações da Ceturb e afirma que os rodoviários não obedeceram a determinação da Justiça em operar com 75% da frota dos ônibus do Sistema Transcol. Confira na íntegra o posicionamento da empresa.

O GVBus informa que convocou 100% dos trabalhadores para cumprir sua carga horária nesta terça-feira. Porém, o Sindirodoviários não cumpriu a decisão da Justiça que determina a operação com 75% dos ônibus do Sistema Transcol até o presente momento. De 05h às 07 horas da manhã o percentual determinado não foi cumprido em nenhuma garagem. Nesse período, a porcentagem variou entre 28% e 57%. Entre 07h e 08 horas, as ações de impedimento se concentraram especialmente nas garagens das empresas Praia Sol, Verdeda, Serramar, Serrana, Santa Paula, Granvitur e Satélite. Nesse período, apenas 67% dos coletivos circularam. O que caracteriza descumprimento legal da liminar. Destacamos que em determinados momentos, algumas garagens do sistema estavam com mais de 100 coletivos parados, quando estes deveriam estar circulando para atendimento à população. Informamos ainda que o município mais afetado é o de Vila Velha. Repudiamos a ação arbitrária do sindicato dos trabalhadores, que tem impedido motoristas e cobradores que não aderiram à greve de cumprirem a escala de trabalho estabelecida. Um desrespeito à Lei de Greve e ao cidadão que depende do transporte coletivo para ir e vir. Reiteramos que as empresas continuam empenhadas em reestabelecer 100% do serviço sem medir esforços. Para tanto, já estão tomando todas as medidas cabíveis para que a população não tenha mais nenhum prejuízo.

.

9h30 – De acordo com a Ceturb-ES, os rodoviários cumpriram a determinação da Justiça de colocar 75% da frota dos coletivos para rodar na manhã desta terça-feira. Por meio de nota, a Companhia afirma que continuará o monitoramento ao longo do dia.

.

9h – No ponto de ônibus em frente à Ufes, na avenida Fernando Ferrari, em Vitória, um passageiro tentou pegar dois ônibus, sem sucesso. Os veículos chegaram a parar no ponto, mas como passaram lotados nem todas as pessoas conseguiram embarcar. O passageiro teve que recorrer ao transporte por aplicativo para chegar ao trabalho, em Vila Velha.

.

8h30 – No Terminal de Carapina, na Serra, passageiros falam de espera de até 40 minutos pelos coletivos. Uma usuária reclamou também do trânsito. De acordo com ela, uma viagem do Terminal de Laranjeiras até Carapina levou cerca de uma hora e 20 minutos de viagem.

.

7h30 – Usuários reclamam das longas filas e espera de mais de 30 minutos pelos coletivos no Terminal de Campo Grande, em Cariacica.

.

7h25 – Além do trânsito intenso por conta da paralisação dos rodoviários, os motoristas que saem de Vila Velha enfrentam trânsito lento nos acessos à Terceira Ponte devido a um carro que apresentou pane mais cedo na subida da ponte, no sentido Vitória.

.

7h20 – Ouvintes da rádio BandNews FM informam trânsito lento pela BR-101, na Serra. Mesmo com 75% da frota dos ônibus, muitos moradores optaram por sair de carro temendo os reflexos da greve.

.

6h50 – Pontos de ônibus cheios na avenida Santa Leopoldina, em Coqueiral de Itaparica, Vila Velha. Usuário relata o funcionamento apenas de coletivos do transporte público municipal.

.

6h32 – Usuário relata circulação do sistema Transcol na BR-101, na Serra.

.

6h21 – Em Cocal, Vila Velha, usuário do sistema Transcol relata que para deixar o bairro foi preciso utilizar um aplicativo de viagens particular. Porém, ao chegar no terminal de Vila Velha, não encontrou dificuldade para embarcar em direção a Vitória.

.

4h54 – Em Viana, coletivos deixavam a garagem da empresa Santa Zita, em Marcilio de Noronha, em direção aos terminais da Grande Vitória. Na BR-101, ônibus já eram avistados embarcando passageiros.