Militares que resgatarão brasileiros na China terão quarentena, diz Bolsonaro - ES360

Militares que resgatarão brasileiros na China terão quarentena, diz Bolsonaro

Dois aviões da frota presidencial devem sair do Brasil nesta quarta para buscar 29 pessoas em Wuhan. O retorno está previsto para sábado

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, 5, que os militares envolvidos no resgate de brasileiros em Wuhan, na China, também terão de passar por período de quarentena no Brasil. A cidade de Wuhan é o epicentro do novo coronavírus.

> Saúde sinaliza retirada de brasileiros da China

“E o pessoal chegando, inclusive nosso pessoal da Força Aérea, mais de uma dezena de militares, quando voltar, também vão passar o carnaval em quarentena. Então, é responsabilidade acima de tudo, trazendo esse pessoal de lá para cá”, disse Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada.

Dois aviões da frota presidencial devem sair do Brasil nesta quarta para buscar 29 pessoas em Wuhan. No grupo, há quatro chineses que são parentes dos brasileiros que serão repatriados. A previsão é de que eles retornem ao País no próximo sábado.

O Ministério da Saúde já havia anunciado que os repatriados passariam por quarentena de 18 dias, na base aérea de Anápolis (GO). Segundo Bolsonaro, a princípio todos ficarão em Anápolis, civis e militares.

Estadão Conteúdo

Mais notícias
Bem-estar

"O ES pode colapsar junto", afirma secretário de Saúde

Dia a dia

Saiba como agendar a vacina contra covid no Espírito Santo

Esportes

Olimpíada deve receber número limitado de torcedores

Política

Bolsonaro: Ao fechar comércio, desemprego vem em massa