Microregiões do Espírito Santo têm alta na taxa de transmissão da covid - ES360

Microregiões do Espírito Santo têm alta na taxa de transmissão da covid

O cálculo, que levou em consideração os números da doença entre os dias 2 e 9 de outubro, é do mais recente relatório do Núcleo Interinstitucional de Estudos Epidemiológicos

A taxa de contágio do novo coronavírus nas microregiões litoral sul e central sul apresentaram uma alta na taxa de transmissão do novo coronavírus e se encontram acima de 1. O cálculo, que levou em consideração os números da doença entre os dias 2 e 9 de outubro, é do mais recente relatório do Núcleo Interinstitucional de Estudos Epidemiológicos, sediado no Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

O relatório mostra que no litoral sul do estado a taxa de transmissão subiu de 0.82 para 1.18. Na central sul a curva foi mais acentuada: de 0.57, no dia 2 de outubro, para 1.33, no dia 9 do mesmo mês. Os índices das próximas semanas podem consolidar ou não uma tendência de crescimento dos casos. O pesquisador e professor do Departamento de Matemática da Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo) Etereldes Gonçalves Júnior explica que os dados destas regiões menores variam muito, mas os números apontam um aumento importante de casos novos no período.

   

 

“A tendência dessas microregiões é de subida e isso ascende o alerta. Nas próximas semanas precisamos monitorar as internações e também os óbitos. É importante ressaltar que o estado continua em um platô alto e que em algumas microregiões apresentam taxa de transmissão alta. O vírus está aí e as medidas de proteção devem continuar sendo tomadas como o uso da máscara e a higienização das mãos”, frisa o professor.

Taxa de transmissão no Espírito Santo

Em relação aos números totais do estado, a taxa de transmissão (RT) da covid-19 continua em um platô alto. No relatório anterior, o estado apresentou um índice de contágio de 1,01. Agora, a transmissão está em 0,95. Apesar da leve queda e do índice estar abaixo de 1, o cenário ainda preocupa, uma vez que ele já esteve abaixo de 0,65.

O aumento da taxa de transmissão da covid-19 também foi notado no interior do estado e voltou a se aproximar de 1. O relatório aponta que no dia 2 de outubro a região apresentava uma RT de 0.84. Já no dia 9 deste mês, o número subiu para 0.98 – cada grupo de 100 pacientes com o vírus infecta outras 98 pessoas. Estar abaixo de 1 continua indicando baixa aceleração do contágio, porém em um platô ainda alto. Na Grande Vitória, o índice caiu de 1.18 para 0.9 no mesmo período observado.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Covid-19: casos de coronavírus em 24h é o maior desde julho no ES

Dia a dia

Espírito Santo tem a maior expectativa de vida do país após 60 anos

País

Pazuello reconhece “repique” da covid-19 e minimiza falta de plano de vacinação

País

Ministro da saúde se queixa de pancadaria e diz que, se cair, ‘sairá feliz’